sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 1,8 milhões de órfãos em "situação difícil" em Moçambique, alerta UNICEF

Em Moçambique existem mais de 1,8 milhões de órfãos, dos quais 600 mil cujos pais foram vítimas de VIH/SIDA, estima o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF), que considera "urgente" o apoio social aos menores.

O número de órfãos de Moçambique foi hojeavançado pela UNICEF durante a cerimónia de abertura do Seminário Nacionalsobre Cuidados Alternativos, que decorre em Maputo durante os próximos 15 dias.

"A maior parte destas crianças vive emsituação de vulnerabilidade. No país, 15 mil crianças vivem em 155 centros portempo indeterminado. A maioria dos centros carece de condições mínimas dehigiene e segurança", disse Jesper Morch, representante da UNICEF.

No seu discurso, a ministra da Mulher e AçãoSocial de Moçambique, Iolinda Cintura, afirmou que "nos últimos anos, vaiaumentando, dia após dia, o número de crianças vivendo em situaçãodifícil", devido a problemas de orfandade e pobreza.

"Para garantirmos assistência social àscrianças, o Governo tem privilegiado o atendimento na família e na comunidade,deixando o atendimento institucional como última alternativa para as situaçõesque não encontram acolhimento na família própria ou substituta", disse aministra.

Nos últimos anos, o Ministério da Mulher eAção Social (MMAS) moçambicano identificou mais de 31 mil crianças em situaçãode vulnerabilidade e encaminhou para famílias próprias ou substitutas cerca de8.200.

"Ao nível de atendimento institucional,funcionam no nosso país 175 centros de acolhimento e infantários, albergandomais de 31.971 crianças em situação difícil", revelou Iolanda Cintura.

A ministra afirmou ainda que as crianças queestão em Centros de Acolhimento podem "ver o seu futurocomprometido".

"No Centro de Acolhimento, as criançasencontram um lar, um abrigo, mas não têm afeto, o carinho, e o convíviofamiliar, ambiente necessário e imprescindível para a sociabilização dacriança", disse.

O Seminário Nacional Sobre CuidadosAlternativos tem como objetivo a uniformização de intervenções no âmbito daintegração de crianças e é destinado a técnicos dos serviços sociaismoçambicanos.

Lusa

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • Autoridades italianas prosseguem buscas por desaparecidos em avalancha
    0:54
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Carolina do Mónaco celebra o 60.º aniversário
    2:13

    Mundo

    Carolina do Mónaco celebra esta segunda-feira o 60.º aniversário. Em 60 anos, foi criança mediática, jovem rebelde e, agora, matriarca sem ser rainha. Carolina do Mónaco nunca saiu das revistas, por ser filha de Grace Kelly e Rainier do Mónaco, por ter somado namorados pouco recomendáveis para princesas, por ter perdido o pai dos seus filhos num terrível acidente.

  • Ator morre baleado durante gravações de videoclip na Austrália

    Mundo

    Um ator morreu depois de ter sido baleado durante as gravações de um videoclip da banda Bliss n Eso, na cidade australiana de Brisbane. A vítima foi identificada como Johann Ofner, de 28 anos. O homem chegou a receber a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos.