sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 1,8 milhões de órfãos em "situação difícil" em Moçambique, alerta UNICEF

Em Moçambique existem mais de 1,8 milhões de órfãos, dos quais 600 mil cujos pais foram vítimas de VIH/SIDA, estima o Fundo da ONU para a Infância (UNICEF), que considera "urgente" o apoio social aos menores.

O número de órfãos de Moçambique foi hojeavançado pela UNICEF durante a cerimónia de abertura do Seminário Nacionalsobre Cuidados Alternativos, que decorre em Maputo durante os próximos 15 dias.

"A maior parte destas crianças vive emsituação de vulnerabilidade. No país, 15 mil crianças vivem em 155 centros portempo indeterminado. A maioria dos centros carece de condições mínimas dehigiene e segurança", disse Jesper Morch, representante da UNICEF.

No seu discurso, a ministra da Mulher e AçãoSocial de Moçambique, Iolinda Cintura, afirmou que "nos últimos anos, vaiaumentando, dia após dia, o número de crianças vivendo em situaçãodifícil", devido a problemas de orfandade e pobreza.

"Para garantirmos assistência social àscrianças, o Governo tem privilegiado o atendimento na família e na comunidade,deixando o atendimento institucional como última alternativa para as situaçõesque não encontram acolhimento na família própria ou substituta", disse aministra.

Nos últimos anos, o Ministério da Mulher eAção Social (MMAS) moçambicano identificou mais de 31 mil crianças em situaçãode vulnerabilidade e encaminhou para famílias próprias ou substitutas cerca de8.200.

"Ao nível de atendimento institucional,funcionam no nosso país 175 centros de acolhimento e infantários, albergandomais de 31.971 crianças em situação difícil", revelou Iolanda Cintura.

A ministra afirmou ainda que as crianças queestão em Centros de Acolhimento podem "ver o seu futurocomprometido".

"No Centro de Acolhimento, as criançasencontram um lar, um abrigo, mas não têm afeto, o carinho, e o convíviofamiliar, ambiente necessário e imprescindível para a sociabilização dacriança", disse.

O Seminário Nacional Sobre CuidadosAlternativos tem como objetivo a uniformização de intervenções no âmbito daintegração de crianças e é destinado a técnicos dos serviços sociaismoçambicanos.

Lusa

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • 6 polícias feridos e 4 detidos em manifestação pela morte de português em Londres
    1:29

    Mundo

    A manifestação começou ainda durante a tarde deste domingo, na capital britânica e culminou em violência, com 6 polícias feridos, 4 pessoas detidas e a evacuação de uma das principais estações de transportes da zona leste da Londres. Os manifestantes acusam a polícia britânica de agressão na noite de 15 de junho, quando um português, de 25 anos, foi mandado parar pela polícia. O jovem acabou por morrer no hospital 5 dias depois.

  • Novo avião da TAP a lembrar o passado
    1:32
  • Avião cruza-se com drone a 900 metros de altitude
    2:01

    País

    Um avião da TAP voltou a cruzar-se este domingo com um drone, enquanto se preparava para aterrar no aeroporto de Lisboa. A aproximação deu-se a 900 metros de altitude e passou muito perto da asa da aeronave. Este é o 10.º incidente com drones este ano e o 6.º este mês.

  • Bruno Fernandes já está em Lisboa
    4:53

    Mercado de transferências

    Bruno Fernandes já está em Lisboa a dar autógrafos com a camisola do Sporting. André Moreira, guarda-redes do Atlético Madrid, oficializado em breve no Benfica. Eis as últimas do mercado de transferências, por Gonçalo Azevedo Ferreira.

  • Os russos adoram Portugal
    2:48

    Taça das Confederações

    Os portugueses que foram à Rússia para a Taça das Confederações ficaram surpreendidos pela forma calorosa com que todos foram recebidos. Cristiano Ronaldo é o grande responsável por esta paixão pelo nosso país.

    Enviados SIC

  • O último adeus a Miguel Beleza

    País

    O velório do economista e ex-ministro das Finanças realiza-se esta segunda-feira na Igreja do Campo Grande, em Lisboa, a partir das 18h00.