sicnot

Perfil

Mundo

Ban Ki-moon está "chocado" com "assassínio brutal" de opositor russo Nemtsov

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que estava "chocado" com o "assassínio brutal" do opositor russo Boris Nemtsov e que espera que os responsáveis sejam rapidamente levados à justiça.

© Mariana Bazo / Reuters

Num breve comunicado emitido no sábado, Ban Ki-moon lamentou a morte de Boris Nemtsov e expressou as suas condolências à família, amigos e simpatizantes do político russo. 


Boris Nemtsov, de 55 anos, copresidente do Partido Republicano da Rússia, foi alvejado na noite de sexta-feira quando passeava perto do Kremlin.


Entre os vários cargos políticos ocupados por Nemtsov estão o de governador da região de Nizhny Novgorod, no centro da Federação Russa, deputado e vice-primeiro-ministro no final dos anos 1990, sob a presidência de Boris Yeltsin.


Depois de sair do parlamento, em 2003, ajudou a criar e liderou vários partidos e grupos da oposição. 


Lusa

  • Troika nem sempre protegeu os mais vulneráveis, conclui avaliação do FMI

    Economia

    O organismo de avaliação independente do FMI concluiu que as medidas aplicadas pela troika em Portugal nem sempre protegeram as pessoas com menos rendimentos, apontando que a primeira preocupação do Fundo era a redução dos défices, apurou o gabinete independente de avaliação do Fundo Monetário Internacional (FMI),