sicnot

Perfil

Mundo

Ban Ki-moon está "chocado" com "assassínio brutal" de opositor russo Nemtsov

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, disse que estava "chocado" com o "assassínio brutal" do opositor russo Boris Nemtsov e que espera que os responsáveis sejam rapidamente levados à justiça.

© Mariana Bazo / Reuters

Num breve comunicado emitido no sábado, Ban Ki-moon lamentou a morte de Boris Nemtsov e expressou as suas condolências à família, amigos e simpatizantes do político russo. 


Boris Nemtsov, de 55 anos, copresidente do Partido Republicano da Rússia, foi alvejado na noite de sexta-feira quando passeava perto do Kremlin.


Entre os vários cargos políticos ocupados por Nemtsov estão o de governador da região de Nizhny Novgorod, no centro da Federação Russa, deputado e vice-primeiro-ministro no final dos anos 1990, sob a presidência de Boris Yeltsin.


Depois de sair do parlamento, em 2003, ajudou a criar e liderou vários partidos e grupos da oposição. 


Lusa

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.