sicnot

Perfil

Mundo

Polícia espanhola detém 7 pessoas com suposta ligação à imigração ilegal

A Polícia Nacional prendeu hoje em Melilla sete pessoas, entre 20 e 35 anos, pela sua alegada participação em atividades relacionadas com o favorecimento da imigração ilegal.

(Reuters/Arquivo)

Estas atividades estavam vinculadas tanto à entrada de subsaarianos em veículos em Melilla, como a viagens à península marroquina utilizando documentação de outra pessoa.

Segundo informou hoje a polícia, as investigações iniciaram-se a partir da localização de um veículo abandonado, aberto e com as chaves na ignição e do qual foram resgatados três jovens malianos de 27, 23 e 20 anos que, teriam acabado de chegar a Melilla procedentes de Marrocos.

As investigações permitiram identificar a condutora, uma mulher de nacionalidade espanhola, de 35 anos, que foi detida pela sua alegada participação neste caso, considerado um crime de favorecimento de imigração ilegal.

A partir deste momento, a unidade contra as redes de imigração ilegal e falsificação (UCRIF) pode relacionar este caso com as detenções no porto de dois jovens marroquinos, de 20 e 23 anos, como alegados autores de delitos de falsificação de documentos, ao tentar embarcar com um documento de identidade que havia sido dado como extraviado.

O titular deste documento, um cidadão espanhol de 32 anos, tem em seu nome um total de 24 veículos, facto que chamou a atenção dos investigadores, que continuam a investigar se algum destes automóveis foi utilizado em outras operações de imigração ilegal.

Este homem, além disso, já reportou a perda do seu documento de identificação em sete ocasiões.



Lusa
  • Mais de 30 ilegais intercetados pelas autoridades ao tentarem entrar em Melilla, Espanha

    Mundo

    Perto de 35 africanos foram intercetados pela polícia quando passaram, esta quinta-feira, a fronteira que separa Marrocos da cidade espanhola de Melilla. À volta de cem pessoas tentaram subir a cerca que separa o território africano do enclave espanhol. As 35 pessoas que conseguiram fazer a travessia foram imediatamente levadas para o centro de acolhimento de imigrantes. Quinze pessoas terão ficado sentadas no muro por mais de cinco horas. Este novo assalto veio na sequência daquela que foi a maior entrada de ilegais no enclave espanhol este ano, a 10 de fevereiro. Em 2014, registaram-se 65 assaltos em Melilla. Nesse ano, mais de 16 mil pessoas tentaram entrar em território espanhol.

  • Imigrantes fintam autoridades e entram em Melilla
    1:16

    Mundo

    Cerca de 600 imigrantes tentaram passar a cerca que separa Marrocos de Melilla, mas só 35 escaparam às autoridades. Apesar da tentativa de invasão em massa ter falhado, as autoridades dizem que esta foi a maior entrada de ilegais em Melilla este ano. O incidente aconteceu numa zona conhecida como bairro chinês, onde há várias casas próximas da cerca que servem de esconderijo aos ilegais.

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.