sicnot

Perfil

Mundo

Rosetta fotografa a própria sombra projetada no cometa 67P

A sonda Rosetta captou a sua própria sombra quando fotografava a superfície do cometa 67P, a 14 de fevereiro, a apenas seis quilómetros de distância. As imagens enviadas pela sonda e divulgadas esta semana pela Agência Espacial Europeia (ESA) são as mais próximas e mais detalhadas até agora.

ESA/Rosetta/MPS for OSIRIS Team MPS/UPD/LAM/IAA/SSO/INTA/UPM/DASP/IDA

Modelo do cometa que mostra o local fotografado.

Modelo do cometa que mostra o local fotografado.

ESA/Rosetta/MPS for OSIRIS Team MPS/UPD/LAM/IAA/SSO/INTA/UPM/DASP/IDA

ESA/Rosetta/NAVCAM

ESA/Rosetta/NAVCAM

sonda Rosetta viajou mais de 6.000 milhões de quilómetros pelo Sistema Solar durante 10 anos até encontrar o cometa, em agosto do ano passado. A bordo levou o robô Philae que aterrou no cometa em Novembro com a missão de realizar testes até 30 centímetros de profundidade dos materiais da superfície na fase de atividade máxima, enquanto se aproxima do Sol.

A ESA quer estudar a cauda do cometa, averiguar a água que o corpo celeste possui e perceber se o líquido é como o da Terra, bem como analisar a existência de moléculas complexas.
  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".