sicnot

Perfil

Mundo

Rosetta fotografa a própria sombra projetada no cometa 67P

A sonda Rosetta captou a sua própria sombra quando fotografava a superfície do cometa 67P, a 14 de fevereiro, a apenas seis quilómetros de distância. As imagens enviadas pela sonda e divulgadas esta semana pela Agência Espacial Europeia (ESA) são as mais próximas e mais detalhadas até agora.

ESA/Rosetta/MPS for OSIRIS Team MPS/UPD/LAM/IAA/SSO/INTA/UPM/DASP/IDA

Modelo do cometa que mostra o local fotografado.

Modelo do cometa que mostra o local fotografado.

ESA/Rosetta/MPS for OSIRIS Team MPS/UPD/LAM/IAA/SSO/INTA/UPM/DASP/IDA

ESA/Rosetta/NAVCAM

ESA/Rosetta/NAVCAM

sonda Rosetta viajou mais de 6.000 milhões de quilómetros pelo Sistema Solar durante 10 anos até encontrar o cometa, em agosto do ano passado. A bordo levou o robô Philae que aterrou no cometa em Novembro com a missão de realizar testes até 30 centímetros de profundidade dos materiais da superfície na fase de atividade máxima, enquanto se aproxima do Sol.

A ESA quer estudar a cauda do cometa, averiguar a água que o corpo celeste possui e perceber se o líquido é como o da Terra, bem como analisar a existência de moléculas complexas.
  • "Joguem à bola"
    1:35

    Desporto

    Cerca de uma centena de adeptos do Sporting esperaram até perto das 3:00 pela chegada da equipa ao estádio de Alvalade. Depois da eliminação da Taça de Portugal, em Chaves, foi necessário o reforço policial para garantir a segurança da comitiva leonina.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Putin sai em defesa de Trump
    2:29

    Mundo

    Vladimir Putin já saiu em defesa de Donald Trump e diz que houve uma tentativa de minar o Presidente eleito dos Estados Unidos, através de um alegado relatório, atribuido à espionagem russa. Putin diz que o relatório é falso.