sicnot

Perfil

Mundo

EUA dizem que existe "um reino de terror" na Crimeia e no leste da Ucrânia

Os Estados Unidos indicaram hoje existir um "reino de terror" na Crimeia e no leste da Ucrânia, que será imposto por rebeldes separatistas pró-russos e por Moscovo.

Estados Unidos dizem que Rebeldes e Moscovo impõem "reino de terror" na Crimeia e no leste da Ucrânia.

Estados Unidos dizem que Rebeldes e Moscovo impõem "reino de terror" na Crimeia e no leste da Ucrânia.

© Stringer . / Reuters

"Embora a Ucrânia seja uma nação pacífica, democrática e independente em 93% do seu território, a Crimeia e o leste da Ucrânia estão sob o controlo de um reino de terror", disse a secretária de Estado adjunta para a Europa, Victoria Nuland, na Comissão dos Negócios Estrangeiros do Senado.

Nuland criticou "a ocupação ilegal e as violações dos direitos humanos" na Crimeia, anexada por Moscovo em março de 2014, assim como "a violência e os saques terríveis" que serão perpetrados pela "Rússia e pelas suas marionetas separatistas" no leste ucraniano.

"Este conflito fabricado, controlado pelo Kremlin, alimentado por tanques e armas pesadas russas, financiado pelos contribuintes russos, matou mais de 6.000 ucranianos, mas também centenas de jovens russos enviados para lá pelo Kremlin para lutarem e morrerem, numa guerra que o seu governo nega", disse ainda a responsável.

Na semana passada, diante da Comissão dos Negócios Estrangeiros da Câmara dos Representantes, Nuland afirmou que "milhares e milhares" de soldados russos foram enviados para o leste da Ucrânia para ajudarem os rebeldes pró-russos.

Moscovo sempre desmentiu qualquer envolvimento militar no seu vizinho ucraniano.


Lusa
  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.