sicnot

Perfil

Mundo

Seca afeta mais de 14 mil pessoas em região sul de Angola

Mais de 14 mil pessoas, que há cerca de três anos sofrem as consequências de estiagem que afeta o município de Quilengues, na província angolana da Huíla, estão a necessitar de apoio humanitário.

Mais de 14 mil pessoas sofrem as consequências da seca, no município de Quilengues, na província angolana de Huíla.

Mais de 14 mil pessoas sofrem as consequências da seca, no município de Quilengues, na província angolana de Huíla.

reuters

A preocupação com a situação, que afeta 2.836 famílias, foi manifestada pelo diretor municipal de assistência social, Valentino Jeremias.

O responsável, citado hoje pela agência noticiosa angolana, Angop, sublinhou a necessidade de elaboração de um plano de contingência, com bens de primeira necessidade para acudir essas famílias, num total de 14.179 pessoas.

Segundo Valentino Jeremias, o município de Quilengues, 143 quilómetros a norte do Lubango, vive há pelo menos três anos uma situação de seca, à semelhança do município do Gambos, os mais afetados da província.

Para analisar a situação uma equipa multissetorial está a trabalhar na avaliação dos efeitos da seca, com vista a assistir a população afetada.

O sul e leste de Angola enfrentam desde finais de 2011 uma estiagem, que tem afetado seis das 18 províncias do país, em particular o Cunene, Namibe, Cuando Cubango, Huíla, Benguela e Cuanza Sul.



Lusa
  • Rebeldes sírios e Daesh confrontam-se na cidade de Al-Bab
    0:44

    New Articles

    Depois da operação militar da Turquia na cidade síria Al-Bab, os rebeldes sirios retomam os confrontos diretos com militantes do Daesh. Foram hoje reveladas imagens publicadas numa rede social, que mostram a cidade de Al-Bab, um dos principais alvos dos combates entre a Turquia e o aliados ocidentais, o Daesh e alguns dos rebeldes que lutam contra o regime de Bashar Al-Assad.