sicnot

Perfil

Mundo

Mulheres ultra-ortodoxas formam partido em Israel

Em Israel, um grupo de mulheres ultra-ortodoxas formou um partido e está na corrida para as eleições da próxima semana. Num corte radical com as tradições da comunidade, as candidatas promovem uma campanha dirigida às mulheres e às suas necessidades, que dizem ser negligenciadas. 

© Ronen Zvulun / Reuters

O B'Zchutan é um pequeno partido de entre os muitos que concorrem às eleições para o parlamento israelita (Knesset) que têm lugar na próxima semana. O nome do partido significa "Graças a elas" e tem como bandeiras políticas reformar o tribunal rabínico e certificar-se de que os direitos das mulheres são devidamente assegurados, incluindo o tratamento justo destas nos processos de divórcio.

São nove candidatas que concorrem no próximo dia 17 de março a um lugar no parlamento. Sondagens recentes apontam para que o partido tenha poucas hipóteses de conseguir votos suficientes para conseguir a eleição.


Até hoje, apenas uma mulher haredi, Racheli Ibenboim, teve assento no parlamento, representando o partido de esquerda, Meretz. Em 2013, viu-se obrigada a abandonar o posto, depois da sua família ter sido alvo de ameaças por parte da comunidade.





  • "Ataque terrorista" no centro de Barcelona

    Ataque em Barcelona

    Uma carrinha atropelou várias pessoas esta tarde em Barcelona, Espanha, na área turística de Las Ramblas. A polícia confirma oficialmente um morto e 32 feridos, mas outras fontes asseguram a existência de várias vítimas mortais. As autoridades falam de um "ataque terrorista" e revelaram a foto do suspeito.

    Direto

    SIC

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19