sicnot

Perfil

Mundo

Jovem que chamou "ditador" ao Presidente turco condenado a 14 meses de prisão

Um estudante que chamou "ditador" ao atual Presidente turco Recep Tayyip Erdogan, quando este assumia o cargo de primeiro-ministro da Turquia, foi condenado esta semana a 14 meses de prisão, divulgou hoje a imprensa local.

© Edgard Garrido / Reuters

Aykutalp Avsar, um estudante de Engenharia de 23 anos, foi detido na quinta-feira pela polícia turca e enviado para a prisão para cumprir a sentença, confirmada no dia anterior pelo Supremo Tribunal turco, segundo avançou o diário Hurriyet.

O jovem, membro de uma organização juvenil de esquerda, participou em junho de 2013 em protestos em Gezi contra o Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP, islâmico conservador) e o então primeiro-ministro Erdogan.

Aykutalp Avsar foi condenado por "incitação ao ódio contra altos responsáveis" por ter proferido frases de ordem como "Abaixo a ditadura do AKP" e "O ditador Tayyip deve prestar contas".

O caso de Aykutalp Avsar é um dos muitos processos judiciais que foram instaurados contra cidadãos que criticaram Erdogan e o respetivo Governo.

Em fevereiro passado, um tribunal de menores da cidade de Antalya aplicou a mesma sentença a um estudante de bacharelato de 17 anos, cuja participação em protestos foi considerada como uma ação de "incitação ao ódio". Por ser menor, a pena seria reduzida para sete meses de prisão e posteriormente foi suspensa.

Um dos casos mais mediáticos esteve relacionado com a designer Merve Buyuksaraç. A antiga Miss Turquia (2006) partilhou nas redes sociais um poema satírico sobre um político que era retratado como um ladrão.

O nome do político não era mencionado no texto, mas existiam referências a vários casos de corrupção atribuídos a Erdogan.

Lusa
  • Criança em estado muito grave após ataque de cão em Matosinhos

    País

    Uma criança foi hoje atacada em Leça do Balio, Matosinhos, por um cão de raça perigosa, tendo sido transportada para o Hospital Pedro Hispano em "estado muito grave" e "praticamente desfigurada". A mãe da criança também foi atacada pelo cão e encontra-se em estado grave. Ambas foram posteriormente transferidas para o Hospital de S. João.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.