sicnot

Perfil

Mundo

Jovem que chamou "ditador" ao Presidente turco condenado a 14 meses de prisão

Um estudante que chamou "ditador" ao atual Presidente turco Recep Tayyip Erdogan, quando este assumia o cargo de primeiro-ministro da Turquia, foi condenado esta semana a 14 meses de prisão, divulgou hoje a imprensa local.

© Edgard Garrido / Reuters

Aykutalp Avsar, um estudante de Engenharia de 23 anos, foi detido na quinta-feira pela polícia turca e enviado para a prisão para cumprir a sentença, confirmada no dia anterior pelo Supremo Tribunal turco, segundo avançou o diário Hurriyet.

O jovem, membro de uma organização juvenil de esquerda, participou em junho de 2013 em protestos em Gezi contra o Partido Justiça e Desenvolvimento (AKP, islâmico conservador) e o então primeiro-ministro Erdogan.

Aykutalp Avsar foi condenado por "incitação ao ódio contra altos responsáveis" por ter proferido frases de ordem como "Abaixo a ditadura do AKP" e "O ditador Tayyip deve prestar contas".

O caso de Aykutalp Avsar é um dos muitos processos judiciais que foram instaurados contra cidadãos que criticaram Erdogan e o respetivo Governo.

Em fevereiro passado, um tribunal de menores da cidade de Antalya aplicou a mesma sentença a um estudante de bacharelato de 17 anos, cuja participação em protestos foi considerada como uma ação de "incitação ao ódio". Por ser menor, a pena seria reduzida para sete meses de prisão e posteriormente foi suspensa.

Um dos casos mais mediáticos esteve relacionado com a designer Merve Buyuksaraç. A antiga Miss Turquia (2006) partilhou nas redes sociais um poema satírico sobre um político que era retratado como um ladrão.

O nome do político não era mencionado no texto, mas existiam referências a vários casos de corrupção atribuídos a Erdogan.

Lusa
  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.