sicnot

Perfil

Mundo

Sondagens dão empate técnico nas Legislativas israelitas

O partido do primeiro-ministro israelita, Benjamim Netanyahu, e os seus rivais de centro-esquerda estão empatados, referem sondagens divulgadas esta terça-feira depois de encerradas as urnas para as Legislativas, que dão o terceiro lugar à coligação dos partidos árabes.

Segundo as sondagens realizadas à boca das urnas e divulgadas pela imprensa, o partido de direita do primeiro-ministro israelita, Benjamim Netanyahu, e a lista de centro-esquerda do trabalhista Isaac Herzog estão com um empate técnico, com 27 lugares, cada um, no parlamento.

Segundo as sondagens realizadas à boca das urnas e divulgadas pela imprensa, o partido de direita do primeiro-ministro israelita, Benjamim Netanyahu, e a lista de centro-esquerda do trabalhista Isaac Herzog estão com um empate técnico, com 27 lugares, cada um, no parlamento.

© Baz Ratner / Reuters

Segundo as sondagens realizadas à boca das urnas e divulgadas pela imprensa, o partido de direita do primeiro-ministro israelita, Benjamim Netanyahu, e a lista de centro-esquerda do trabalhista Isaac Herzog estão com um empate técnico, com 27 lugares, cada um, no parlamento.

A Lista Árabe Comum, coligação de quatro partidos que representam a minoria árabe de Israel, converteu-se na terceira força política no parlamento, com a possibilidade de alcançar entre 12 e 13 lugares, segundo as mesmas sondagens.

A coligação árabe poderá ter um peso considerável na próxima legislatura, mas os analistas descartaram qualquer possibilidade de que façam parte do próximo Governo israelita.

Mais de cinco milhões de israelitas votaram hoje nas legislativas antecipadas em Israel para decidir se o atual primeiro-ministro continua ou não na chefia do Governo, e escolher 120 deputados.

No sistema israelita, o chefe do partido vencedor não é necessariamente chamado a formar governo, embora seja o mais bem posicionado para formar uma coligação. As diferentes alianças possíveis tornam muito incerto avançar o nome do próximo líder do executivo.
Lusa
  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.