sicnot

Perfil

Mundo

Ataque na capital da Tunísia termina com 19 mortes

As autoridades libertaram os reféns que estavam num museu em Tunes, a capital da Tunísia. Pelo menos 19 pessoas morreram, incluindo os dois autores do ataque.

© Zoubeir Souissi / Reuters

O ataque desta manhã, perpetrado por dois atacantes, causou 19 mortos, incluindo 17 turistas, afirmou o primeiro-ministro tunisino. 

O chefe do governo acrescentou que os turistas mortos são polacos, italianos, alemães e espanhóis. 

A cadeia estatal Wataniya1 tinha anunciado que dois homens armados responsáveis pelo ataque contra o museu do Bardo e um polícia tinham sido mortos. 

Antes de tomarem de assalto o museu, o comando armado embateu com um carro contra o Parlamento tunisino e disparam tiros.

Os trabalhos parlamentares foram suspensos. Deputados e funcionários foram  levados para zonas seguras.

É a primeira vez que um ataque desta dimensão acontece na Tunísia, país que tem mais de três mil cidadãos a combater no Estado Islâmico.

  • Caixa multibanco assaltada em Portugal a cada dois dias
    2:43

    País

    O semanário Expresso conta que a mulher que morreu vítima de um disparo de agentes da PSP foi atingida pelas costas. O caso está a ser investigado pela PJ, que procura encaixar as peças da noite que acabou com uma morte inocente mas que começou com uma perseguição a um grupo de assaltantes de um multibanco. Assaltos que são cada vez mais comuns e que preocupam o Governo. A cada dois dias, uma caixa é assaltada.

  • Metro de Lisboa vai reduzir consumo de água

    País

    O Metro de Lisboa colocou em prática um programa para reduzir o consumo de água devido à situação de seca em Portugal, respondendo assim ao apelo do Ministério do Ambiente, segundo um comunicado divulgado este sábado.