sicnot

Perfil

Mundo

Ataque na capital da Tunísia termina com 19 mortes

As autoridades libertaram os reféns que estavam num museu em Tunes, a capital da Tunísia. Pelo menos 19 pessoas morreram, incluindo os dois autores do ataque.

© Zoubeir Souissi / Reuters

O ataque desta manhã, perpetrado por dois atacantes, causou 19 mortos, incluindo 17 turistas, afirmou o primeiro-ministro tunisino. 

O chefe do governo acrescentou que os turistas mortos são polacos, italianos, alemães e espanhóis. 

A cadeia estatal Wataniya1 tinha anunciado que dois homens armados responsáveis pelo ataque contra o museu do Bardo e um polícia tinham sido mortos. 

Antes de tomarem de assalto o museu, o comando armado embateu com um carro contra o Parlamento tunisino e disparam tiros.

Os trabalhos parlamentares foram suspensos. Deputados e funcionários foram  levados para zonas seguras.

É a primeira vez que um ataque desta dimensão acontece na Tunísia, país que tem mais de três mil cidadãos a combater no Estado Islâmico.

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.