sicnot

Perfil

Mundo

Ataque na capital da Tunísia termina com 19 mortes

As autoridades libertaram os reféns que estavam num museu em Tunes, a capital da Tunísia. Pelo menos 19 pessoas morreram, incluindo os dois autores do ataque.

© Zoubeir Souissi / Reuters

O ataque desta manhã, perpetrado por dois atacantes, causou 19 mortos, incluindo 17 turistas, afirmou o primeiro-ministro tunisino. 

O chefe do governo acrescentou que os turistas mortos são polacos, italianos, alemães e espanhóis. 

A cadeia estatal Wataniya1 tinha anunciado que dois homens armados responsáveis pelo ataque contra o museu do Bardo e um polícia tinham sido mortos. 

Antes de tomarem de assalto o museu, o comando armado embateu com um carro contra o Parlamento tunisino e disparam tiros.

Os trabalhos parlamentares foram suspensos. Deputados e funcionários foram  levados para zonas seguras.

É a primeira vez que um ataque desta dimensão acontece na Tunísia, país que tem mais de três mil cidadãos a combater no Estado Islâmico.

  • "Até para o ano", a mensagem de Ronaldo para os adeptos do Real Madrid
  • Despenalização da eutanásia votada na terça-feira no Parlamento
    2:04
  • Há companhias aéreas a contratar. TAP é uma delas
    1:28

    Economia

    Com o crescimento do turismo, que continua a bater recordes, as companhias aéreas querem profissionais para reforçar as rotas com maior procura e oferecer novos destinos. Só a TAP prevê contratar mais 700 pessoas este ano para várias funções, incluindo 300 tripulantes de cabine e 170 pilotos.

  • O bombeiro herói que recebe 267 euros de pensão
    2:36
  • Funcionários dos EUA na Coreia do Norte para preparar cimeira
    2:19