sicnot

Perfil

Mundo

Criança de quase dois anos sobrevive após estar inanimada durante uma hora e 41 minutos

Uma criança de quase dois anos foi reanimada, depois de ter caído num ribeiro perto da sua casa. Segundo o ABC News, Gardell Martin estava a brincar com os irmãos quando o acidente aconteceu perto da propriedade dos pais, na Pensilvânia, nos Estados Unidos.

© Hugh Gentry / Reuters

Gardell Martin foi retirado de um ribeiro gelado depois de ter estado desaparecido por, aproximadamente, 20 minutos, de acordo com a mãe, Rose Martin. Quando um vizinho encontrou Gardell, o rapaz estava inanimado e de cara para cima, na água.

As equipas de emergência começaram logo a fazer a reanimação cardiorrespiratória e continuaram o processo enquanto transportavam Gardell para o Hospital Pediátrico de Geisinger's Janet Weis. Já no hospital, a criança foi levada para os cuidados intensivos.

"Algumas coisas estavam a favor", disse Rose Martin ao ABC News. "A água fria ajudou a preservar os órgãos e o cérebro".

O hospital confirmou que a temperatura do corpo de Gardell estava gelada. Durante as manobra de reanimação, os médicos tentaram aquecer o corpo do rapaz e fazer com o que o coração começasse a trabalhar. Após 101 minutos, houve, finalmente, pulsação.

"Nos meus 23 anos de trabalho, nunca tinha visto uma reanimação depois de uma hora e 41 minutos", afirmou o pediatra Frank Maffei.

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.