sicnot

Perfil

Mundo

Mulheres afegãs carregam caixão de Farkhunda e quebram a tradição

Centenas de pessoas participaram, ontem, no funeral de Farkhunda, a mulher de 27 anos, espancada até à morte, em Cabul, depois de ter sido falsamente acusada de queimar o Alcorão.  O caixão de Farkhunda carregado, em ombros, por um grupo de mulheres, quebrando assim a tradição dos funerais no Afeganistão. 

Este domingo, centenas ativistas dos direitos humanos e da sociedade civil, quiseram estar presentes no funeral de Farkhunda.

Este domingo, centenas ativistas dos direitos humanos e da sociedade civil, quiseram estar presentes no funeral de Farkhunda.

© Omar Sobhani / Reuters

Lágrimas e gritos de revolta marcaram o funeral de Farkhunda. 

A jovem de 27 anos, morreu prematuramente, nas mãos de uma multidão de homens enfurecidos, depois de ter sido acusada de queimar o livro sagrado do Islão.

Farkhunda foi espancada, apedrejada até à morte, e, por fim, atearam fogo ao seu corpo. O video da sua execução foi posto a circular nas redes sociais.

De acordo com testemunhas a polícia assistiu às agressões de braços cruzados.

O ataque está a ser duramente criticado tal como a atuação das autoridades o que levou o primeiro-ministro afegão a ordenar uma investigação.

Um representante do ministério do Interior afegão diz que não há indícios, que levem a acreditar, que Farkhunda tenha queimado o Alcorão. À imprensa local  o general Mohammad Zahir  garantiu que  "Farkhunda era completamente inocente". Anunciou ainda a detenção de treze pessoas suspeitas da morte de Farkhunda.

Este domingo, centenas  de pessoas, ativistas dos direitos humanos e da sociedade civil,  quiseram estar presentes no funeral. Um grupo de mulheres carregou, em ombros, o caixão de Farkhunda, quebrando assim a tradição, já que esta tarefa é exclusiva dos homens.

No Afeganistão, as mulheres sofrem ainda de discriminação e são, frequentemente, alvo de violência. 

  • Sporting de Braga afastado da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting de Braga derrotou esta quinta-feira o Marselha, em Braga, por 1-0, na segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa. Um triunfo insuficiente para o apuramento, depois do desaire da equipa minhota em França (3-0).

  • Sporting nos oitavos de final da Liga Europa

    Liga Europa

    O Sporting garantiu esta quinta-feira o apuramento para os oitavos de final da Liga Europa, ao empatar frente ao Astana, em Alvalade, a três golos, na segunda mão dos 16 avos de final, depois de ter triunfado no Cazaquistão por 3-1. Veja ou reveja todos os golos do encontro.

  • Os 36 golos dos 16 avos da Liga Europa

    Liga Europa

    A jornada europeia ficou marcada, no panorama das equipas portuguesas, pelo apuramento do Sporting e pela eliminação do Sporting de Braga. Os leões passam assim a ser o único clube luso em prova na Liga Europa. Nos oitavos de final, o emblema de Alvalade pode encontrar adversários como o Arsenal, o Atlético de Madrid ou o AC Milan. O sorteio realiza-se esta sexta-feira, ao meio-dia. Aqui, veja ou reveja todos os golos da segunda mão dos 16 avos de final da Liga Europa.

  • "O dia a dia na Síria também é lutar por um pão"
    10:13

    Mundo

    Desde domingo que os bombardeamentos do regime sírio a Ghouta já fizeram mais de 400 mortos. Ghouta é o último reduto rebelde nos arredores da capital da síria, onde as forças fiéis a Bashar Al Assad iniciaram no domingo uma intervenção militar de larga escala. Cândida Pinto, editora de Internacional da SIC, e a psicóloga Maria Palha, que já esteve na Síria ao serviço dos Médicos Sem Fronteiras, estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para falar sobre o assunto.

  • O estranho caso do mergulhador Alejandro Ramos

    Mundo

    O mergulhador Alejandro Ramos tornou-se num caso de investigação do Centro Médico Naval do Peru, depois do seu corpo ter começado a inchar sem qualquer explicação aparente. Isto aconteceu há quatro anos, minutos depois de ter emergido da água, onde tinha estado a trabalhar durante muitas horas.

    SIC

  • Jane Seymour posa para a Playboy aos 67 anos

    Cultura

    Esta é a terceira vez que a atriz inglesa de 67 anos participa numa sessão fotográfica para a revista Playboy. Jane Seymour aproveitou a oportunidade para se juntar ao movimento #MeToo e falar sobre as agressões sexuais que sofreu às mãos de um produtor, em 1972.

  • Não dá mais, Brasil!
    18:00
  • Proposta de um cessar-fogo na Síria sem acordo

    Mundo

    O embaixador da Rússia junto das Nações Unidas afirmou esta quinta-feira que os 15 membros do Conselho de Segurança não alcançaram um acordo para aprovar um cessar-fogo de 30 dias na Síria, proposta negociada há mais de duas semanas.