sicnot

Perfil

Mundo

Não há sobreviventes da queda do A320 nos Alpes

 O secretário de Estado dos Transportes de França, Alain Vidalies, afirmou hoje que "não há nenhum sobrevivente" entre os 148 ocupantes do avião que hoje se despenhou nos Alpes franceses.

© Stringer . / Reuters

A maioria dos 142 passageiros eram cidadãos alemães que regressavam à Alemanha depois de férias em Barcelona e Palma de Maiorca, segundo trabalhadores da Swissport, a empresa de 'handling' que trabalha para a companhia alemã.



Pelo menos 45 passageiros tinham apelido espanhol, segundo o gabinete de crise do governo de Madrid.



"Houve um pedido de ajuda registado às 10:47 (09:47 em Lisboa), que mostrava que o avião estava a 5.000 pés (1.524 metros), numa situação anormal", disse o secretário de Estado, acrescentando que o acidente ocorreu "pouco depois" desse sinal.



O avião, um Airbus A-320 da companhia GermanWings, a filial de baixo custo da companhia alemã Lufthansa, despenhou-se perto de Barcelonnette, cerca de 100 quilómetros a norte de Nice, no sul de França.



Lusa
  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.