sicnot

Perfil

Mundo

Conferência internacional conclui que são urgentes medidas para evitar extinção de animais selvagens

Os participantes numa conferência internacional no Botsuana sobre o tráfico de animais selvagens defenderam hoje que é necessário tomar medidas a curto prazo para evitar a extinção de espécies emblemáticas como o elefante ou o tigre.

O incidente ocorreu em Wiyumiririe, uma aldeia da região de Laikipia, no centro do país, por onde passaram os elefantes que tinham saído da reserva de Olpejeta. (Arquivo)

O incidente ocorreu em Wiyumiririe, uma aldeia da região de Laikipia, no centro do país, por onde passaram os elefantes que tinham saído da reserva de Olpejeta. (Arquivo)

© Philimon Bulawayo / Reuters

Os 30 Estados e organizações não-governamentais (ONG) presentes na conferência, realizada em Kasane, no norte do Botsuana, emitiram hoje esta mensagem, depois de concluírem que o mundo começa a tomar consciência dos danos causados pelo tráfico ilegal de animais selvagens, mas que isso não é suficiente.

"O nível do tráfico continua a ser muito preocupante para muitas espécies selvagens", salientou Steven Broad, o diretor da TRAFFIC, o organismo encarregado de perseguir esta atividade criminosa.

Pela Declaração de Kasane, que se segue à de Londres, de fevereiro de 2014, os Estados signatários comprometem-se novamente a aplicar uma série de medidas.

As reações das ONG foram contrastantes: enquanto algumas saúdam os progressos já feitos, o IFAW (Fundo Internacional para o Bem-Estar Animal) sublinha que cerca de 15 dos 41 Estados subscritores da declaração de Londres não mantiveram as suas promessas.

"É assustador que países como o Chade, os Camarões e a República Democrática do Congo (RDC), cujas populações de elefantes estão extremamente ameaçadas pela caça furtiva, não tenham mostrado qualquer progresso para desacelerar o massacre", declarou Jason Bell, diretor do programa "Elefantes", do IFAW.

Lusa
  • Pecado da gula ameaça maior anfíbio do mundo

    Mundo

    O maior anfíbio do mundo está em sério risco de extinção. Iguaria muito apreciada no Oriente, a salamandra-gigante-da-China já praticamente desapareceu do seu habitat natural, concluiu uma pesquisa realizada durante quatro anos. Em contraste, milhões destes animais são reproduzidos em cativeiro e têm como destino restaurantes de luxo.

  • Reclusos limpam Ria Formosa
    3:01

    País

    Alguns reclusos do estabelecimento prisional de Olhão estão pela segunda vez a limpar a ilha da Armona, na Ria Formosa. São homens que beneficiam de regime aberto e, em fim de cumprimento de pena, têm com este trabalho uma amostra da liberdade que tanto aguardam.

  • Lembra-se dos olharapos da Expo'98? Estão de volta
    1:46