sicnot

Perfil

Mundo

Ataque aéreo mata 45 pessoas em campo de refugiados no Iémen

Um ataque aéreo matou esta segunda feira 45 pessoas e feriu 65 no campo de refugiados de Al-Mazrak, na província de Hajja, no noroeste do Iémen, indicou a Organização Internacional para as Migrações (OIM).

© Stringer . / Reuters

O porta-voz da OIM, Joel Millman, disse à agência de notícias francesa, AFP, que 75 funcionários da organização estão a prestar assistência às vítimas.

Segundo os trabalhadores de organizações humanitárias do campo, o bombardeamento dos caças árabes, que pretendem atingir rebeldes em todo o país, fez dezenas de mortos e, pouco antes, os Médicos Sem Fronteiras (MSF) tinham dado conta de 15 mortos e 30 feridos transportados para um hospital onde a organização opera, perto do campo de Al-Mazrak.

"Foi um ataque aéreo", disse o coordenador do programa dos MSF no Médio Oriente, Pablo Marco.

O campo de Al-Mazrak acolhe, desde 2009, iemenitas deslocados devido ao conflito no país entre os rebeldes Huthi, do norte, e o Governo central.

De acordo com Pablo Marco, 500 novas famílias chegaram ao campo nos últimos dois dias.

Uma coligação liderada pela Arábia Saudita tem estado a bombardear posições rebeldes no Iémen desde a madrugada de quinta-feira e já declarou que prosseguirá os ataques até os rebeldes, apoiados pelo Irão, desistirem da sua insurreição contra o Presidente iemenita, Abedrabbo Mansur Hadi, que se refugiou em Riade.

Os Huthis também são apoiados por unidades do exército iemenita leais ao ex-presidente Ali Abdullah Saleh, que abandonou o poder em 2012, após um ano de sangrentos protestos no país profundamente tribal, onde a Al-Qaida está ativa.

Lusa

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.

  • "Estar na Web Summit foi dizer em empreendedorês: estamos vivos, estamos aqui!"

    Web Summit

    No seguimento da entrevista à blogger Sara Riobom, que conhecemos durante a WebSummit, trazemos a história de outro jovem português (que não trabalha sozinho) que esteve no evento, em Lisboa, a promover a sua startup. Quis o acaso e as peripécias do direto e do destino que acabasse por receber um visitante ilustre e especial no seu stand: nada mais nada menos do que o primeiro-ministro, António Costa. Recentemente estiveram no Shark Tank, onde conseguiram captar a atenção de um dos “tubarões” do programa da SIC. Mas o que queremos saber é…

    Martim Mariano