sicnot

Perfil

Mundo

EUA e Coreia do Sul realizam manobras militares em grande escala

galeria de fotos

Milhares de soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram hoje manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais. 

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

Soldados norte-americanos e sul-coreanos, apoiados por helicópteros e aviões de combate, protagonizaram manobras de desembarque anfíbio em grande escala, no âmbito dos exercícios militares anuais.

© Kim Hong-Ji / Reuters

No exercício participaram 7.600 soldados, incluindo 3.500 fuzileiros, 80 aviões, 30 navios, e dezenas de veículos blindados para defender uma ponte e a costa de Pohang, a 360 quilómetros a sul de Seul. 


Supervisionado pelos comandos militares dos EUA e Coreia do Sul, o exercício de desembarque anfíbio foi o destaque da operação Foal Eagle, que tem a duração de oito semanas e que deverá terminar a 24 de abril. 


Os exercícios anuais elevam as tensões entre as duas Coreias, que continuam tecnicamente em guerra, uma vez que o conflito 1950-53 terminou com um armistício em vez de um tratado de paz. 


Os EUA e a Coreia do Sul insistem que os exercícios conjuntos têm uma natureza defensiva, enquanto a Coreia do Sul os denuncia como ensaios provocadores para uma invasão. 





  • Roger Moore, o ator que foi 007 e um Santo
    1:26

    Cultura

    Morreu Roger Moore. O ator britânico tinha 89 anos e morreu na Suíça, vítima de cancro. Ficou conhecido pelo mítico papel de James Bond entre os anos 70 e 80, tendo sido o ator que mais tempo se manteve no papel. Em 2003, foi condecorado pela rainha Isabel II e tornou-se Sir Roger Moore.

  • Ucrânia limita utilização do russo na televisão

    Mundo

    O Parlamento da Ucrânia aprovou esta terça-feira uma lei que determina que três quartos dos programas televisivos dos canais nacionais devem ser transmitidos em ucraniano, medida que visa limitar o uso da língua russa naquele país.