sicnot

Perfil

Mundo

TPI ordena regresso de líder ultranacionalista sérvio à prisão

O Tribunal Penal Internacional para a ex-Jugoslávia (TPIJ) revogou hoje a liberdade provisória do líder ultranacionalista sérvio, Vojislav Seselj, ordenando o regresso à prisão deste acusado de crimes contra a humanidade e de crimes de guerra. 

© Marko Djurica / Reuters

O TPIJ "ordena à câmara do tribunal para anular imediatamente a decisão de colocar Seselj em liberdade provisória e ordena o regresso [do acusado] à unidade de detenção das Nações Unidas" em Haia (Holanda), anunciou a instância internacional, num comunicado.  

Em novembro passado, o tribunal concedeu, sem qualquer restrição, a liberdade provisória a Vojislav Seselj, que regressou à Sérvia para receber tratamento médico contra um cancro. 

Apesar de ter autorizado o regresso de Vojsilav Seselj a Belgrado, a instância não chegou a pronunciar um veredicto.

O TPIJ está a julgar o líder ultranacionalista sérvio há cerca de 12 anos por crimes de guerra na Croácia (1991-95) e na Bósnia (1992-95). 

O ultranacionalista declarou-se como não culpado de nove acusações, que incluem assassínio, tortura, destruição de aldeias e conduta cruel. 

Desde a sua libertação, Vojislav Seselj, de 60 anos, tem assumido uma postura provocatória e atacado verbalmente a instância internacional, prometendo que não irá comparecer diante do TPIJ ou cumprir qualquer sentença.

Cabe agora à polícia sérvia cumprir a deliberação do TPIJ e prender Vojsilav Seselj.

"Esta decisão não me interessa, não vou definitivamente regressar a Haia por minha vontade própria", reagiu Seselj, em declarações à agência francesa AFP, acrescentando que a polícia sérvia ainda não o tinha contactado.

"Esperava que a cavalaria chegasse com grande pompa para me prender, mas ainda não se mostraram", afirmou o líder ultranacionalista sérvio.

Lusa

  • Traço contínuo às curvas
    2:42
  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Cristas calcula défice de 3,7% sem "cortes cegos" das cativações
    0:45

    Economia

    Assunção Cristas diz que o défice de 2,1% só foi conseguido porque o Governo fez cortes cegos na despesa pública. Esta manhã, depois de visitar uma unidade de cuidados continuados em Sintra, a presidente do CDS-PP afirmou que, pelas contas do partido, sem cativações, o défice estaria nos 3,7%.

  • Reservas de viagens na Páscoa e no verão aumentaram
    1:19

    Economia

    As reservas de viagens no período da Páscoa e do verão aumentaram este ano, tanto para o estrangeiro como para dentro de Portugal. O Algarve, a Madeira e os Açores continuam a ser os destinos de eleição. Os portugueses estão também a marcar férias com mais antecedência, uma das receitas para conseguir melhores preços.

  • Escada rolante inverte sentido e varre dezenas de pessoas
    1:15
  • Sol influencia alterações climáticas na Terra

    Mundo

    As flutuações da atividade solar têm um efeito sobre o clima da Terra, concluiu um estudo de investigadores suíços, que conseguiu, pela primeira vez, estimar a influência do Sol no aquecimento do planeta.