sicnot

Perfil

Mundo

Grupo extremista Shebab assume autoria do ataque a universidade no Quénia

O grupo extremista islâmico somali Shebab reivindicou o ataque hoje contra o centro universitário de Garissa, no Quénia, que fez pelo menos 15 mortos.

Soldados quenianos nas imediações da universidade

Soldados quenianos nas imediações da universidade

© Stringer . / Reuters

"O Quénia está em guerra com a Somália (...) Os nossos homens estão ainda no interior e em combate. A sua missão e de matar aqueles que são contra os Shebab", declarou por telefone à agência francesa AFP um porta-voz do grupo islâmico, Cheikh Ali Mohamud Rage. 

Os meios de comunicação e fontes policiais apontam para pelo menos 15 mortos no ataque.

Segundo a Cruz Vermelha, um número indeterminado de estudantes está refém dos atacantes.

O ataque ocorreu por volta das 05:30 locais (03:30 em Lisboa), quando os membros do Shebab entraram nas instalações universitárias, situadas a cerca de 150 quilómetros da fronteira com a Somália, começaram a disparar indiscriminadamente e detonaram vários engenhos explosivos. 

As forças de segurança quenianas lançaram uma operação para capturar os atacantes.


Lusa
  • As crianças e o frio. O que vestir
    1:58

    País

    O médico Pedro Ribeiro da Silva, da Direção-Geral da Saúde, aconselha especial cuidado com as extremidades do corpo - usar luvas e gorros. E demasiado agasalhadas pode levá-as a transpirar mais e, consequentemente, desidratar.

  • Transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos
    2:32

    Economia

    Os transportes públicos de Cascais vão ficar mais baratos já a partir do próximo mês e a poupança nos passes combinados pode chegar até aos 12 euros por mês. Para além disso, foram criados 1280 lugares de estacionamento gratuito junto às estações da CP e Governo reafirma ainda que a linha será alvo de obras de melhoramentos este ano. Em 2016 passaram pela linha de Cascais 25 milhões de passageiros, mais 2,9% que no ano anterior.

  • Os finalistas do Carro do Ano 2017 são...
    0:53

    Economia

    São sete os escolhidos pelos jurados do Carro do Ano, iniciativa do Expresso e da SIC Notícias. À final chegaram o Citroen C3 Pure Tech, o Hyundai IONIQ Hybrid Tech, da Kia o novo modelo Optima Sportwagon 1.7 CRDi GT Line, o Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHdi, o Renault Mégane Sport Tourer Energy dCI, o SEAT Ateca 1.6 TDI CR Style e ainda o Volvo V90.