sicnot

Perfil

Mundo

Moradores da favela do Complexo do Alemão protestam contra morte de criança

A noite foi de violência no Brasil, numa das favelas do complexo do alemão. Os confrontos entre a polícia e os habitantes da favela do Areal começaram na sequência de uma manifestação pacífica contra a morte de uma criança de 10 anos.

AP

O menino foi baleado durante uma perseguição da polícia a um grupo de traficantes. De acordo com as autoridades, a tragédia aconteceu quando os homens que patrulhavam aquela área foram recebidos a tiro pela comunidade.

Em dois dias, quatro pessoas foram mortas a tiro na mesma zona, incluindo uma mulher de 41 anos, vítima de uma bala perdida.

No protesto, foram arremessadas pedras e garrafas contra a polícia que respondeu com bombas de gás lacrimogéneo.

 

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Metade dos moradores de Sandinha recusaram sair das casas
    3:14
  • Habitantes de Várzeas tentam regressar à normalidade
    2:48
  • Corpos da tragédia em Pedrógão guardados em camião de alimentos
    8:11

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Duarte Nuno Vieira, médico legista, esteve esta quinta-feira, na Edição da Noite, para comentar o que já foi feito e o que falta fazer em Pedrógão Grande, depois de ter sido atingido pelos incêndios. O presidente do Conselho Europeu de Medicina Legal defendeu que guardar os corpos das vítimas mortais num camião de alimentos foi uma "maneira de solucionar o problema da forma possível", visto que não há espaço no Instituto Nacional De Medicina Legal.

  • Johnny Depp sugere assassínio de Trump
    0:31