sicnot

Perfil

Mundo

Maioria dos pilotos com depressão escondem doença das empresas

A maioria dos pilotos que sofrem de depressão ocultam a doença das companhias e das autoridades aéreas, segundo um estudo divulgado hoje pelo diário alemão Bild, na sequência da queda do avião da Germanwings com 150 pessoas a bordo. 

© Wolfgang Rattay / Reuters

O copiloto da Germanwings, Andreas Lubitz, que se suspeita terá despenhado deliberadamente um avião da companhia, que fazia a ligação entre Barcelona (Espanha) e Dusseldorf (Alemanha), sofreria de depressão e, segundo a investigação em curso, teria feito na véspera buscas na internet sobre métodos de suicídio.

Segundo o estudo divulgado pelo Bild, o caso de Andreas Lubitz, não é único entre os pilotos, que procuram esconder os problemas de saúde dos seus superiores.

A análise, do diretor do departamento de medicina da Organização Civil Internacional da Aviação (ICAO, em inglês), Anthony Evans, datada de novembro de 2013, revela a existência de défices graves no acompanhamento dos pilotos em matéria de saúde mental.

Cerca de 60% dos pilotos que sofrem algum tipo de depressão decidem continuar a voar sem comunicar aos empregadores, segundo o estudo, baseado na análise de 1.200 casos de pilotos com depressão.

Já cerca de 15% optam por tratar-se em segredo com medicamentos que conseguem pelos seus próprios meios e apenas 25% declara ao empregador que está a fazer tratamento.

O estudo resulta da observação de casos entre 1997 e 2001, segundo o Bild, que sublinha a enorme pressão a que são submetidos os pilotos e o facto de um diagnóstico de depressão implicar o seu afastamento do serviço.

A investigação alemã à queda do avião da Germanwings revelou que Lubitz fez há alguns anos, antes de receber a sua licença de piloto, tratamento psicoterapêutico por "tendências suicidas".

Nas buscas à casa do copiloto e dos pais foi descoberto que Andreas Lubitz estava em tratamento e que tinha uma baixa médica para o dia da catástrofe, que não tinha comunicado à Germanwings.







Lusa
  • "Fiquei absolutamente perplexo com a escolha de Elina Fraga"
    0:43

    País

    Rogério Alves diz que ficou perplexo com a escolha de Elina Fraga para a vice-presidência do PSD. Em declarações à TSF e Diário de Notícias, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados lembra as divergências com o governo de Passos Coelho, sobretudo em matérias de justiça.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07