sicnot

Perfil

Mundo

Busto de Edward Snowden retirado de um parque de Nova Iorque pelas autoridades

 Um grupo de artistas instalou hoje um busto de Edward Snowden num parque de Brooklyn, em Nova Iorque, à revelia das autoridades que ordenaram a sua remoção imediata. 

© Brendan McDermid / Reuters

O busto foi inicialmente coberto por um plástico azul, para o esconder do público. A inscrição "Snowden" inserida na coluna onde tinha sido instalado o busto, no parque de Fort Green, também foi coberta. 

Alguns turistas e nova-iorquinos fotografaram o busto em gesso, com cerca de 40 quilos, antes de ser retirado pelos empregados do parque. 

Tinha sido instalado antes do nascer do dia numa coluna do "Prison Ship Martyrs' Monument", um memorial em honra de 11.500 prisioneiros de guerra norte-americanos mortos em cativeiro em barcos ingleses durante a guerra da independência (1775-1783). 

Os artistas anónimos explicaram no site Mashable que o local foi escolhido para posicionar Snowden "na continuação da história que começou no início deste país" (...) "construída pelos ideais de viver em liberdade, não estar detido nem ser vigiado pelo vosso governo". 

Edward Snowden, um informático norte-americano de 31 anos, antigo consultor da NSA (Agência de Segurança Nacional norte-americana), e que em 2013 revelou os pormenores sobre diversos programas norte-americanos de vigilância em massa, foi acusado de espionagem e vive atualmente exilado na Rússia. 

Lusa
  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.