sicnot

Perfil

Mundo

Forças especiais francesas libertam no Mali holandês sequestrado em 2011

As forças especiais francesas libertaram hoje, no norte do Mali, o refém holandês Sjaak Rijke, sequestrado pela Al-Qaeda no Magrebe Islâmico (AQMI) em novembro de 2011, tendo capturado vários terroristas, indicou o Ministério da Defesa francês. 

Soldado francês no Mali.

Soldado francês no Mali.

© Joe Penney / Reuters

A operação decorreu pelas 04:00 TMG (05:00 em Lisboa) no "extremo norte" do Mali e Rijke encontra-se "são e salvo" na base de Tessalit, posto avançado da operação 'Barkhane' das forças franceses no país, de acordo com um comunicado do ministério. 

O holandês foi sequestrado em 25 de novembro de 2011 em Tumbuctu. 

Em finais do ano passado, surgiu num vídeo junto ao francês Serge Lazaveric, libertado em novembro passado, num ponto da fronteira entre o Mali e o Níger. 

"A libertação de Rijke lembra a determinação sem descanso de França na luta contra os grupos terroristas armados na região do Sahel", segundo o ministério. 

No último ano, 500 militares holandeses participam na estabilização e segurança do Mali, no âmbito da Missão Multidimensão Integrada da ONU para a Estabilização do Mali (MINUSMA). 

O ministro da Defesa francês, Jean-Yves Le Drian, informou já a homóloga holandesa, Jeanine Hennis-Plasschaert, referiu o comunicado. 

"A França vai prosseguir as ações antiterroristas no Sahel enquanto a nossa segurança for ameaçada por estes grupos", indicou Drian, citado no mesmo comunicado.

O ministro enviou uma mensagem de felicitações às forças francesas e as de cinco outros países que têm contingentes destacados na operação 'Barkhane", num total de três mil efetivos. 


Lusa
  • "Se estivesse a governar estaria preocupado com o futuro e não só com o presente"
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • EUA negam ter declarado guerra à Coreia do Norte

    Mundo

    Os Estados Unidos negaram esta segunda-feira ter declarado guerra à Coreia do Norte e frisaram que Pyongyang não pode disparar contra os seus aviões em águas internacionais, em resposta a uma ameaça do ministro dos Negócios Estrangeiros norte-coreano.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.