sicnot

Perfil

Mundo

Greenpeace ocupa plataforma petrolífera Shell para denunciar exploração do Ártico

 Militantes da organização ecologista Greenpeace ocuparam hoje uma plataforma petrolífera da Shell, que estava em viagem para o Oceano Ártico, para alertar para os perigos da exploração de hidrocarbonetos, indicou fonte daquela organização não-governamental.

© Sergei Karpukhin / Reuters

Seis ativistas da organização de defesa do ambiente subiram para a plataforma, de 38 mil toneladas, chamada "Polar Pioneer", quando se encontrava no Oceano Pacífico, a 1.200 quilómetros a oeste do Havai, utilizando barcos pneumáticos, a partir de um navio da Greenpeace, o "Esperanza"".

Os seis militantes, provenientes dos EUA, Alemanha, Nova Zelândia, Austrália, Suécia e Áustria, têm mantimentos para vários dias e podem comunicar com o mundo exterior, adiantou a Greenpeace, em comunicado.  

"Conseguimos! Estamos na plataforma da Shell. E não estamos sozinhos. Todos podem ajudar a transformar esta numa plataforma a favor do poder para o povo", afirmou uma das participantes, Aliyah Field, em mensagem divulgada através da rede social Twitter.

Outro participante, o neozelandês Johno Smith, da mesma forma, afirmou: "Estamos aqui para sublinhar que em menos de 100 dias a Shell vai estar no (Oceano) Ártico para pesquisar petróleo". 

Smith acrescentou que "este ambiente imaculado em necessidade de ser protegido para as gerações futuras e para todos os seres vivos que aí vão viver", contrapondo que "em vez disto, a Shell (prevê) beneficiar da fusão dos gelos para aumentar este desastre causado pelo homem". 

Uma porta-voz da Shell, Kelly Op de Weegh, confirmou à AFP que "manifestantes da Greenpeace embarcaram ilegalmente na "Polar Pionner", que está contratada pela Shell, colocando em perigo não apenas a segurança da tripulação como a dos próprios manifestantes". 

Kelly Op de Weegh disse também que "a Shell reuniu-se com organizações e indivíduos que se opõem à exploração petrolífera no Alasca [Estado dos EUA]", acrescentando que, apesar de "respeitar o ponto de vista" destes e "valorizar o diálogo", a Shell "não vai tolerar o emprego de táticas ilegais utilizadas pela Greenpeace ou permitir que estas a distraiam dos preparativos em cursos para realizar um programa de exploração seguro e responsável". 



Lusa

  • "Só tive tempo de avisar o meu sogro e o meu marido e disse: corram!"
    2:17
  • Drone inglês evita execução do Daesh na Síria
    2:08

    Mundo

    A Força Aérea britânica divulgou esta terça-feira um vídeo que mostra um drone a parar uma execução pública que estaria prestes a acontecer às mãos do Daesh, na Síria. As imagens, apesar de cortadas pelo Ministério da Defesa do Reino Unido, mostram várias pessoas na rua, uma explosão e, depois, a fuga.

  • "Atrás das Câmaras" em Fátima
    2:48
  • Como fazer negócios no mercado dos leilões
    7:15
  • PS quer reconquistar poder em Vila Viçosa
    2:06

    Autárquicas 2017

    Ana Catarina Mendes insistiu na ideia de que o PSD escolheu um modo perigoso de fazer campanha, ao insistir nas críticas à lei da imigração. Ana Catarina Mendes, secretária-geral adjunta do PS, esteve esta quarta-feira em campanha no distrito de Évora.

  • Troca de argumentos entre Medina e Cristas marca campanha em Lisboa
    2:34

    Autárquicas 2017

    Esta quarta-feira o dia de campanha em Lisboa ficou marcado por uma troca de argumentos entre Fernando Medina e Assunção Cristas. O atual presidente da Câmara acusa a candidata do CDS de não respeitar os lisboetas por admitir que pode não exercer o cargo de vereadora até ao fim do mandato. Já Assunção Cristas garante que se for eleita cumpre o mandato até ao fim.

  • "Não toleramos ameaças de ninguém"
    2:13
  • Número de tartarugas marinhas está a aumentar

    Mundo

    O número de tartarugas marinhas está a crescer, levando investigadores a considerar que os esforços para salvar estes animais são uma "história de sucesso da conservação global", indica um estudo divulgado esta quarta-feira.

  • Tubarões vivem mais tempo do que se pensava

    Mundo

    Uma revisão de dados sobre avaliação da idade dos tubarões revela que muitas espécies têm maior longevidade do que se pensava, o que poderá obrigar a uma revisão dos planos de conservação das mais ameaçadas.

  • Como mudar um templo com 135 anos e 2 mil toneladas... de lugar

    Mundo

    Um templo budista do século XIX é um dos mais populares em Xangai, na China. Visitado diariamente por milhares de pessoas, precisava de ser relocalizado para evitar que uma tragédia acontecesse. E mesmo pesando cerca de duas mil toneladas, a missão acabou por se provar possível.

  • Casal morre com horas de diferença depois de 75 anos de casamento

    Mundo

    George e Jean Spear morreram no passado dia 15 de setembro, no hospital de Queensway Carleton, em Ottawa (Canadá), depois de terem celebrado 75 anos de casamento em agosto. A britânica de 94 anos conheceu o candaniano em 1941, num salão de bailes, em Londres. George Spear servia as Forças Armadas durante a Segunda Guerra Mundial.

    SIC