sicnot

Perfil

Mundo

Apoiantes de Boris Nemtsov prestam homenagem ao líder da oposição russa assassinado

Centenas de apoiantes do líder da oposição russa Boris Nemtsov prestaram hoje homenagem ao político no local onde foi assassinado, a 27 de Fevereiro, junto ao Kremlin, em Moscovo. 

© Grigory Dukor / Reuters

Amigos e ex-colegas de Boris Nemtsov contrariaram o tradicional minuto de silêncio com um "minuto sem silêncio", 40 dias depois do líder da oposição ter sido alvejado numa ponte, junto ao Kremlin, avança a agência francesa France Press. 

No "minuto sem silêncio" participaram vários carros que buzinaram ao passar pelo memorial coberto de flores.

"Ele (Boris Nemtsov) era um pensador livre, alguém verdadeiramente livre," disse à AFP um homem que se identificou como Yan. "Ele sempre foi um símbolo incomparável de coragem, alguém a quem admirar e seguir o exemplo".

A ponte tem sido coberta de flores, fotografias e mensagens, e continua a ser o local escolhido pelos apoiantes de Nemtsov para o homenagearem e se despedirem.

Contudo, o memorial tem sofrido atos de vandalismo de ativistas nacionalistas e também chegou a ser limpo, por ordem das autoridades da cidade, que argumentaram com a necessidade de limpeza do local. 

A homenagem foi feita porque os russos ortodoxos tradicionamente comemoram o quadragésimo dia após a morte de uma pessoa, pois acreditam que é nessa altura que a alma deixa o corpo.

Boris Nemtsov foi a figura mais importante da oposição ao Kremlin a ser assassinada durante os 15 anos de Vladimir Putin no poder.

A investigação policial já conduziu à detenção de cinco homens da região do norte do Cáucaso,  suspeitos de terem assassinado o líder da oposição russa.

Desconhece-se ainda quem acionou os cinco detidos, com os aliados de Nemtsov a acusarem o Kremlin do crime.

Lusa

  • Detido dono do cão que feriu criança com gravidade

    País

    O dono do cão de raça Rottweiler que esta terça-feira feriu com gravidade uma criança de 4 anos em Matosinhos foi detido pela PSP e o animal já foi recolhido no canil municipal, informou fonte oficial da autarquia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.