sicnot

Perfil

Mundo

Apoiantes de Boris Nemtsov prestam homenagem ao líder da oposição russa assassinado

Centenas de apoiantes do líder da oposição russa Boris Nemtsov prestaram hoje homenagem ao político no local onde foi assassinado, a 27 de Fevereiro, junto ao Kremlin, em Moscovo. 

© Grigory Dukor / Reuters

Amigos e ex-colegas de Boris Nemtsov contrariaram o tradicional minuto de silêncio com um "minuto sem silêncio", 40 dias depois do líder da oposição ter sido alvejado numa ponte, junto ao Kremlin, avança a agência francesa France Press. 

No "minuto sem silêncio" participaram vários carros que buzinaram ao passar pelo memorial coberto de flores.

"Ele (Boris Nemtsov) era um pensador livre, alguém verdadeiramente livre," disse à AFP um homem que se identificou como Yan. "Ele sempre foi um símbolo incomparável de coragem, alguém a quem admirar e seguir o exemplo".

A ponte tem sido coberta de flores, fotografias e mensagens, e continua a ser o local escolhido pelos apoiantes de Nemtsov para o homenagearem e se despedirem.

Contudo, o memorial tem sofrido atos de vandalismo de ativistas nacionalistas e também chegou a ser limpo, por ordem das autoridades da cidade, que argumentaram com a necessidade de limpeza do local. 

A homenagem foi feita porque os russos ortodoxos tradicionamente comemoram o quadragésimo dia após a morte de uma pessoa, pois acreditam que é nessa altura que a alma deixa o corpo.

Boris Nemtsov foi a figura mais importante da oposição ao Kremlin a ser assassinada durante os 15 anos de Vladimir Putin no poder.

A investigação policial já conduziu à detenção de cinco homens da região do norte do Cáucaso,  suspeitos de terem assassinado o líder da oposição russa.

Desconhece-se ainda quem acionou os cinco detidos, com os aliados de Nemtsov a acusarem o Kremlin do crime.

Lusa

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.