sicnot

Perfil

Mundo

Genocídio no Ruanda foi há 21 anos

Genocídio no Ruanda foi há 21 anos

Durante a cerimónia, que assinalou os 21 anos do genocídio no Ruanda, o Presidente do país disse que não se pode esquecer que morreram centenas de milhares de pessoas e que todas elas eram importantes.

O Ruanda assinalou ontem os vinte e um anos do genocídio em que morreram milhões de pessoas.

Entre sete de abril e julho de 1994, extremistas da maioria Hutu assassinaram milhões de habitantes de etnia Tutsi e Hutus moderados.

O aniversário do genocídio foi lembrado com uma cerimónia no local onde estão enterradas milhares vítimas.

O presidente do Ruanda e a mulher depositaram uma coroa de flores e acenderam uma chama numa vela gigante, em homenagem aos que morreram no massacre.

A cerimónia, na capital do Ruanda, reuniu centenas de pessoas, uma vez que praticamente toda a população do país perdeu familiares neste genocídio.

A morte de milhões de pessoas vai ser recordada através de várias cerimónias que só terminam a 4 de julho. 
  • Médicos e ministro da Saúde voltam hoje às negociações

    País

    O Ministério da Saúde deverá apresentar uma proposta que poderá ser decisiva para a convocação ou não de uma nova greve. O Sindicato Independente dos Médicos e a Federação Nacional de Médicos tinham anunciado, no dia 11 de agosto, que vão realizar uma greve de dois dias na primeira semana de outubro, se a nova proposta negocial não levar em conta o que reivindicam.

  • PJ de Portimão deteve italiano foragido
    0:55

    País

    A Polícia Judiciária de Portimão deteve em Lagos um homem italiano que aguardava extradição. O antigo piloto de automóveis esteve foragido durante quase um ano, depois de ter cortado a pulseira eletrónica.