sicnot

Perfil

Mundo

Identificados 112 dos 142 estudantes mortos em universidade do Quénia

Os familiares dos estudantes da Universidade de Garissa, assassinados na passada quinta-feira, identificaram 112 dos 142 corpos na morgue de Chiromo, perto do centro de Nairobi, informam hoje os 'media' quenianos.

Reuters

O ministro da Saúde, James Macharia, afirmou que o facto de existirem 30 corpos por identificar atrasou a divulgação da lista oficial de mortos, a qual deveria ser publicada hoje à luz das previsões do Governo.

O ataque à universidade na cidade de Garissa, no nordeste do Quénia, na passada quinta-feira, que resultou em 148 mortos, foi o mais mortal desde o bombardeamento, em 1998, da embaixada dos EUA em Nairobi e o mais sangrento perpetrado pelos milicianos do Al-Shabab, movimento filiado na Al-Qaeda.

O Ministério da Saúde indicou ainda que, em colaboração com a Cruz Vermelha queniana, vai destinar uma verba equivalente a 28 mil euros para financiar a compra dos caixões e também arcar com as despesas afetas ao transporte para que os estudantes possam ser enterrados nas suas localidades de origem.

  • Massacre no Quénia marca Páscoa
    3:46

    Mundo

    A semana da Páscoa fica indelevelmente marcada pelo massacre no Quénia, na passada quinta-feira. Perto de 150 mortos, a maioria estudantes e cristãos. Foram assassinados a tiro dentro da universidade por extremistas islâmicos. O que se passou dentro das salas de aula e dos dormitórios é difícil de imaginar, mas houve quem sobrevivesse, escondido entre corpos, ou dentro de um armário, para contar na primeira pessoa como foram aquelas horas de verdadeiro terror. NOTA: algumas das imagens podem impressionar os mais sensíveis.

  • "Fiquei absolutamente perplexo com a escolha de Elina Fraga"
    0:43

    País

    Rogério Alves diz que ficou perplexo com a escolha de Elina Fraga para a vice-presidência do PSD. Em declarações à TSF e Diário de Notícias, o antigo bastonário da Ordem dos Advogados lembra as divergências com o governo de Passos Coelho, sobretudo em matérias de justiça.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07