sicnot

Perfil

Mundo

Dilma Rousseff anuncia parceria com Facebook para levar Internet a desfavorecidos

A Presidente do Brasil, Dilma Rousseff, anunciou, esta sexta-feira, na capital do Panamá, uma parceria com o Facebook que tem como objetivo possibilitar o acesso gratuito à Internet por parte das classes mais desfavorecidas.

(Reuters/ Arquivo)

(Reuters/ Arquivo)

© Dado Ruvic / Reuters

"Esta parceria a que estamos a dar forma -- que consiste em garantir o acesso a diversos serviços através da Internet -- é muito importante", declarou a chefe de Estado brasileira, após um encontro com o fundador da rede social Facebook, Mark Zuckerberg, à margem da VII Cimeira das Américas.

"O Facebook já tem uma parceria em Heliópolis [São Paulo] e este é um exemplo do modelo que pretendemos adotar. Nós, a partir de agora, vamos fazer isso em conjunto, para que, quando chegar em junho, possamos desenhar um projeto comum cujo objetivo seja a inclusão digital. Mas não é inclusão digital pela inclusão digital, é inclusão digital que possa garantir acesso à educação, à saúde, à cultura à tecnologia", disse Rousseff, citada pela imprensa brasileira.

Junho figura como o mês apontado para o lançamento formal da iniciativa, altura em que Zuckerberg tem prevista uma visita ao Brasil.

A cooperação surge no quadro do projeto do Facebook 'Internet.org', uma aplicação informática que disponibiliza a internet a preços muito acessíveis aos dois terços de habitantes em todo o mundo que ainda não se encontram 'online'.

Além de se terem reunido em privado, Rousseff e Zuckerberg marcaram presença também no encerramento de um fórum empresarial à margem da cimeira.


Lusa
  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01