sicnot

Perfil

Mundo

Chefe da camorra napolitana fugido da justiça detido em Málaga

A Guardia Civil espanhola deteve na província de Málaga (Andaluzia) o chefe de um clã da camorra napolitana, Lucio Morrone, conhecido como "Spalluzzella", que estava fugido da justiça italiana, informou hoje aquela força policial num comunicado. 

Reuters

O "mafioso" agora detido pertencia ao clã Teste Matte (Cabeças Loucas) e estava acusado de crimes relacionados com o tráfico internacional de drogas e associação criminosa. Sobre Lucio Morrone pendia uma Ordem Europeia de Detenção.

O criminoso italiano vai ser posto à disposição da Audiência Nacional (tribunal especial espanhol para os crimes mais graves ou complexos), para que seja iniciado o processo para ser devolvido às autoridades italianas.

Lucio Morrone estava a ser procurado desde há cinco anos e recentemente foi condenado por um tribunal de Nápoles a 20 anos de cadeia por tráfico de droga. Morrone assumiu o controlo do clã em dezembro de 2008, após a detenção do anterior chefe, Paolo Pesce.

Em 2013, as autoridades italianas comunicaram que Morrone - que surgia na lista dos foragidos mais perigosos de Itália - poderia ter fugido para Espanha.

A Guardia Civil espanhola localizou-o a 10 de abril, em Benalmádena (Málaga). A operação de detenção foi realizada por agentes espanhóis de várias unidades especializadas e homólogos dos Carabinieri italianos.

Este ano, a Unidad Central Operativa (UCO) da Guardia Civil já deteve outros três chefes da Camorra italiana.

O clã dos "Cabeças Loucas" - que controla o bairro espanhol de Nápoles, o "quartieri spagnoli" - surgiu entre a Camorra em meados dos anos 90, rompendo com antigas regras de convivência destes grupos e aumentando os níveis de violência para poder impor-se aos clãs mais tradicionais.

Estes grupos são atualmente formados por jovens, a grande maioria membros das claques organizadas radicais do futebol.

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.

  • TAP recruta mais assistentes de bordo
    2:40

    Economia

    A TAP assegura que, até ao final de outubro, os problemas com falta de tripulação vão terminar. Até ao final do ano vão ser contratados novos assistentes de bordo, mas o sindicato diz que não chega.

  • "Um ataque e uma humilhação contra o povo catalão"
    1:35