sicnot

Perfil

Mundo

Três navios de guerra russos no Canal da Mancha

Três navios de guerra russos, incluindo um contratorpedeiro, entraram no Canal da Mancha e estão a ser seguidos pela Marinha Britânica, informou o Ministério da Defesa  (MoD) do Reino Unido.

Arquivo

Arquivo

Ivan Sekretarev

"O MoD pode confirmar três navios monitorizados pelo HMS Argyll da Royal Navy através do Canal. Não foram observados exercícios", informou o Ministério na sua conta no Twitter. 

"O contratorpedeiro Severomorsk, da classe Udaloy, regressa do Mediterrâneo com um navio-tanque e um navio de apoio. Devem sair do Canal mais tarde", acrescentou. 

O Ministério da Defesa russo informou que os navios estão em rota para o Atlântico Norte, onde vão participar em exercícios "de defesa antiaérea e antissubmarina". 

O Canal da Mancha é frequente e legitimamente usado por navios de guerra da Rússia, mas uma série de incidentes nos últimos meses envolvendo meios militares russos suscitou o receio nos países da NATO de tentativas de desestabilização por parte da Rússia.

O Severomorsk estava entre quatro navios que passaram pelo Canal da Mancha em novembro, quando as autoridades francesas negaram informações russas de que os navios participavam em exercícios.

Um navio de guerra russo também foi detetado no Canal da Mancha em fevereiro e, em janeiro, o Reino Unido chamou o embaixador depois de bombardeiros Tupolev Tu-95 se terem aproximado do espaço aéreo britânico.

Lusa
  • Crianças trocadas à nascença não querem mudar de pais

    Mundo

    Tem todos os ingredientes de um argumento de filme, mas aconteceu de facto na Índia. Dois bebés foram trocados à nascença na maternidade, os resultados de ADN confirmaram-no quase três anos depois, mas as crianças, atualmente com 2 anos e 10 meses, não querem mudar de família.

    SIC

  • Agressões e rascismo em escola de Portimão
    3:06

    País

    Queixas de agressões, insultos, discriminação e racismo numa escola básica de Portimão estão a ser alvo de um processo de averiguações, por parte da autarquia e da direção do agrupamento escolar. As denúncias partem de um grupo de pais e foram tornadas públicas pela organização SOS Racismo.  A principal visada é uma funcionária da cantina, mas também uma professora.

  • Os (maus) hábitos do português ao volante
    1:31