sicnot

Perfil

Mundo

UE adverte para aumento da tendência de utilização de ciberataques como arma de guerra

A União Europeia alertou hoje para o "lado obscuro" das novas tecnologias, como armas poderosas de grupos terroristas, advertindo que os ciberataques são cada vez mais vulgares nas atuais guerras assimétricas, que opõem Estados a organizações difusas.  

© Mal Langsdon / Reuters

As redes sociais "foram um fator crucial para divulgar a Primavera Árabe", mas também são uma ferramenta poderosa nas mãos do grupo 'jihadista' Estado islâmico "para difundir a sua mensagem de ódio e violência", alertou a responsável pela diplomacia europeia, Federica Mogherini, durante a Conferência Global sobre Ciberespaço (GCCS) que decorre hoje e sexta-feira em Haia.  

Ao referir que as novas tecnologias "também possuem um lado obscuro", Mogherini sublinhou que os ciberataques "atingem indivíduos, empresas ou governos em todo o mundo". 

"Acontecimentos recentes demonstram como os ciberataques impulsionam cada vez mais guerras assimétricas e conflitos híbridos", considerou a alta representante da União Europeia (UE) para a Política Externa e de Segurança, "uma tendência que aumentará a nível global", advertiu. 

A responsável comunitária também exprimiu preocupação pela crescente dependência da internet para serviços essenciais como o transporte, energia ou água, criando vulnerabilidades "perante as novas formas de ciberterrorismo ou ciberespionagem", disse. 

Mogherini também considerou que atualmente é mais difícil separar os factos da propaganda, e identificar uma mentira quando se repete com muita frequência. 

Para a alta representante, é importante garantir a proteção dos direitos humanos, a liberdade de expressão e o direito à privacidade. 

Nessa perspetiva, sublinhou os benefícios económicos e sociais da era digital e a conetividade entre pessoas de todo o mundo devido às redes sociais. 

"Hoje assistimos ao seu impacto em quase todos os aspetos das nossas vidas (...) a Internet capacita os indivíduos e agentes estatais para o bem e para o mal", assegurou. 

Lusa
  • Marcelo condecora hoje Francisco Sá Carneiro a título póstumo
    0:55

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa vai condecorar hoje Francisco Sá Carneiro, a título póstumo. A cerimónia será incluída nas celebrações do 25 de Abril. Também a título póstumo, o Presidente da República vai ainda homenagear o antigo bispo do Porto D. António Ferreira Gomes. As condecorações têm lugar esta tarde no Palácio de Belém para onde já estava marcada a condecoração do arquiteto Siza Vieira. Todos, diz Marcelo, são figuras ligadas à liberdade e democracia.

  • A fuga dos PIDES
    20:08
  • Desconhecem-se as causas do incêndio na fábrica da Tratolixo
    0:43

    País

    Os moradores de Trajouce, em São Domingos de Rana, não ganharam para o susto com um incêndio nas instalações da empresa de resíduos Tratolixo.O alerta foi dado por populares e trabalhadores da empresa. O vento foi o maior problema dos bombeiros no combate às chamas durante a noite. No local estiveram 133 homens, apoiados por 51 viaturas.Desconhecem-se para já as causas do incêndio. O incêndio foi circunscrito de madrugada, mas pode demorar algumas horas a ser dominado.

  • Duas execução no mesmo dia pela primeira vez em 17 anos nos EUA

    Mundo

    O estado norte-americano do Arkansas (sul) executou, na noite de segunda-feira, dois condenados à morte, o que sucede pela primeira vez em 17 anos no país, anunciou a procuradora-geral daquele estado. Jack Jones e Marcel Williams, condenados separadamente na década de 1990 à pena capital por violação e assassínio, receberam uma injeção letal depois de diferentes tribunais terem rejeitado os respetivos recursos, afirmou Leslie Rutledge, em comunicado.