sicnot

Perfil

Mundo

Papa apela a maior cooperação internacional na ajuda a imigrantes africanos

O papa Francisco expressou este sábado a sua gratidão pelo esforço que a Itália esta a realizar ao socorrer e acolher refugiados que atravessam o Mediterrano, e fez um apelo internacional para um envolvimento mais amplo nesta missão.

"Desejo expressar a minha gratidão pelo esforço que a Itália esta a realizar para acolher os numerosos imigrantes que arriscam a vida em busca de asilo", afirmou o pontífice durante uma audiência no Vaticano com o presidente da República italiana, Sergio Mattarella.

"Desejo expressar a minha gratidão pelo esforço que a Itália esta a realizar para acolher os numerosos imigrantes que arriscam a vida em busca de asilo", afirmou o pontífice durante uma audiência no Vaticano com o presidente da República italiana, Sergio Mattarella.

© POOL New / Reuters

"Desejo expressar a minha gratidão pelo esforço que a Itália esta a realizar para acolher os numerosos imigrantes que arriscam a vida em busca de asilo", afirmou o pontífice durante uma audiência no Vaticano com o presidente da República italiana, Sergio Mattarella.

O papa defende que as proporções do fenómeno requerem uma implicação mais ampla.

"Não devemos cansar-nos de solicitar um empenho mais extenso a nível internacional", disse.

Mais de 11 mil imigrantes desembarcaram em Itália nos últimos seis dias.

Mais de 300 imigrantes, entre os quais 45 mulheres e 23 crianças, partiram da costa líbia antes de serem resgatados do mar, pela polícia marítima italiana, tendo sido levados para Pozzallo, na Sicília. 

Aproveitando-se do caos vivido na Líbia e do bom tempo nos últimos dias, os imigrantes multiplicam-se na costa italiana.

Hoje, um grupo de 93 imigrantes, salvo pela polícia marítima italiana, chegou ao porto de Palermo, na ilha da Sicília. 
Lusa
  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.