sicnot

Perfil

Mundo

Facebook desbloqueia foto de índia com seios à mostra

Depois do ministro brasileiro da Cultura, Juca Ferreira, ter anunciado processar judicialmente o Facebook por "ataque" á liberdade de expressão, a rede social decidiu "desbloquear" a foto de índios Botocudos, onde aparece uma mulher com o seios à mostra.

Fotografia censurada pelo Facebook

Fotografia censurada pelo Facebook

https://www.facebook.com/MinisterioDaCultura

Juca Ferreira considera o episódio uma vitória do povo indígena, do povo brasileiro e uma afirmação da dignidade do Governo.

Na página de Facebook do Ministério da Cultura brasileiro pode ler-se que "este facto não encerra o processo iniciado pelo Ministério da Cultura" porque é necessário "discutir ampla e democraticamente a regulação da internet e encontrar uma regulação multilateral que garanta, entre outros direitos, a neutralidade de rede, a liberdade de expressão, a livre circulação de ideias, a soberania das nações e a autodeterminação".

A fotografia censurada fazia parte da divulgação do lançamento do Portal Brasiliana Fotográfica, que reúne mais de duas fotos históricas dos séculos 19 e 20, do acervo de imagens da Fundação Biblioteca Nacional e do Instituto Moreira Salles. 


A imagem, feita em 1909 por Walter Gabe, no Estado do Espírito Santo, mostra um casal de indígenas, sendo a mulher com o dorso nu. O ministério informou ter entrado em contado com a rede social para solicitar o desbloqueio da fotografia.

Ontem, o Ministério da Cultura brasileiro explicavam em comunicado, que o Facebook, "ao aplicar termos de uso abusivos e sem transparência, tenta impor ao Brasil e às demais nações do mundo onde a empresa opera, os seus próprios padrões morais, agindo de forma ilegal e arbitrária".

Referia ainda que a censura à imagem fere a Constituição brasileira, o Marco Civil da Internet, o Estatuto do Índio e a Convenção da Unesco sobre Proteção e Promoção da Diversidade e das Expressões Culturais, além de "desrespeitar a cultura, a história e a dignidade do povo brasileiro". 

"Não podemos aceitar que uma empresa pretenda se colocar acima das leis, da cultura e da soberania de nosso país. O Facebook e outras empresas globais operam numa lógica muito próxima à dos tempos coloniais", afirmou o ministro Juca Ferreira, que defendeu a regulação das relações na internet.

A fotografia censurada pode ser vista no Portal Brasiliana Fotográfica, no endereço brasilianafotografica.bn.br/brasiliana/handle/bras/570 mas também na página de  Facebook do Ministério da Cultura brasileiro.
 




  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • Governo formaliza pedido para pagamento antecipado ao FMI
    0:34

    Economia

    Mário Centeno formalizou esta terça-feira o pedido aos ministros europeus das Finanças para que autorizem o pagamento antecipado de dez mil milhões de euros ao FMI. Em entrevista à Bloomberg, o ministro descartou ainda qualquer renegociação da dívida portuguesa após a saída do Procedimento por Défice Excessivo (PDE). No final da reunião do ECOFIN, foi o Secretário de Estado Mourinho Félix quem falou aos jornalistas portugueses.

  • Governo garante que não autoriza despedimentos na PT
    2:27

    Economia

    O primeiro-ministro garantiu esta terça-feira no debate quinzenal, que não dará luz verde a eventuais despedimentos na PT. António Costa disse ainda que o país tem pouca margem orçamental, apesar da saída do Procedimento por Défice Excessivo.

  • Donald Trump já está no Vaticano 
    1:32