sicnot

Perfil

Mundo

Família revela que jovem norte-americana se juntou ao grupo estado islâmico

Uma jovem norte-americana, de 20 anos, oriunda de Hoover (Alabama), viajou para a Síria para se juntar ao grupo radical autoproclamado estado islâmico, informou, esta segunda-feira, um porta-voz da sua família.

O anúncio foi feito por Hassan Shibly, porta-voz e advogado da família, em conferência de imprensa na mesquita de Birmingham, no Alabama.

O anúncio foi feito por Hassan Shibly, porta-voz e advogado da família, em conferência de imprensa na mesquita de Birmingham, no Alabama.

Brynn Anderson

Identificada como Hoda, a jovem contactou com os extremistas através da Internet e, em novembro último, viajou para a Turquia, a partir donde cruzou a fronteira para a Síria, explicou o porta-voz e advogado da família, Hassan Shibly, em conferência de imprensa na mesquita de Birmingham (Alabama).

Para os pais da jovem o facto de "a filha estar com esse grupo de extremistas violentos é pior que vê-la morta", disse Hassan Shibly, indicando que o marido, que é muçulmano, está "muito traumatizado" e que "nada pode descrever o que está a viver".

"A família de Hoda espera que partilhando como perdeu a sua filha para um grupo de extremistas possa ajudar outras famílias a evitar uma tragédia idêntica", sublinhou o advogado, que trabalha para o Conselho de Relações Islâmico-norte-americanas.

Esta segunda-feira, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos revelou que, na véspera, foram detidos, nos estados do Minesota e Califórnia, seis homens -- com idades de entre 19 e 21 anos -- que tentavam viajar para a Síria para se juntar aos extremistas.

  • Novas imagens dos momentos após Khalid Masood ter embatido no muro do Parlamento britânico
    1:35
  • Parlamento português pede demissão de Dijsselbloem

    País

    A Assembleia da República foi hoje unânime na condenação das polémicas declarações do presidente do Eurogrupo, mas recusou um ponto pela rejeição de diversos compromissos com a União Europeia (UE) exigida pelo PCP.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • Como se resolve a falta de espaço numa cidade chinesa?
    1:07