sicnot

Perfil

Mundo

Catorze meses de prisão por atirar tinta contra retrato de Mao em Pequim

Um chinês acusado de ter atirado um frasco de tinta contra o retrato de Mao Tse-tung na praça Tiananmen, em Pequim, foi condenado a 14 meses de prisão, noticiou hoje um jornal chinês. 

© Jason Lee / Reuters

Sun Bing, de 42 anos, sujou o retrato do fundador da China comunista em março passado para satisfazer "objetivos pessoais", indicou o Diário das Leis, sem pormenores.

Sun foi julgado pelo tribunal do distrito de Dongcheng, que o considerou culpado de ter "ignorado as leis do país, de alterações à ordem pública e graves desordens" através de "ações que ameaçaram a ordem social", de acordo com o jornal. 

O acusado já tinha sido condenado a uma pena de prisão por fraudes com cartão bancário, indicou a mesma fonte. 

A pena decidida é bastante leve, tendo em conta os critérios chineses. Em 1989, três jovens foram condenados a penas de 16 anos de prisão cada um por terem atirados ovos cheios de tinta contra o retrato de Mao durante manifestações estudantis pró-democracia. Os três jovens foram entregues à polícia por estudantes. 

O veredito de Sun Bing acontece pouco depois de Bi Fujian, um dos mais famosos animadores da televisão estatal chinesa CCTV, ter visto a emissão do seu programa suspensa por ter insultado o fundador do regime. 

Lusa
  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • Morreu Miguel Beleza

    País

    Miguel Beleza, economista e antigo ministro das Finanças, morreu esta quinta-feira de paragem cardio-respiratória aos 67 anos.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.