sicnot

Perfil

Mundo

Comissão Europeia formaliza queixa contra a Gazprom

A Comissão Europeia formalizou hoje a queixa contra a empresa russa Gazprom, por abuso de posição dominante. Bruxelas acusa a gigante russa do gás de violação das regras comunitárias e práticas que podem colocar em causa a concorrência.

Alexander Zemlianichenko

A Gazprom já veio dizer que as acusações são infundadas e garante que cumpre escrupulosamente as regulamentações em vigor, em conformidade com os parâmetros impostos ao setor.

Depois de quase 3 anos de investigação Bruxelas aponta o dedo à estratégia de compartimentação do mercado do gás da Europa central e oriental, que terá permitido à Gazprom cobrar preços diferentes em diferentes estados-membros.

A gigante russa do gás tem agora 12 semanas (3 meses) para responder às acusações.

  • Economia

    Os índices de referência europeus iniciaram a última sessão da semana mistos – DAX (-0,29%), CAC (-0,17%), AEX (+0,12%) e IBEX (+0,28%), com a União Europeia a aumentar as sanções a empresas e indivíduos russos – incluindo a Gazprom. A nível sectorial a Energia e Consumo discricionário destacam-se pela negativa, ao liderarem as perdas (-0,52% e -0,25% respectivamente). No pólo oposto encontram-se as Utilities (+0,36%) e I&T (+0,27%) com o melhor desempenho sectorial. Na esfera dos ganhos realce para a produtora de borracha sueca Hexpol, que avança 4,26% em seguimento do upgrade para buy por parte de uma casa de investimento internacional. A operadora Jazztel Plc aprecia 3,99%, ao beneficiar dos rumores que a empresa encontra-se em negociações com a TeliaSonear AB para a compra da participação da última na Yoigo SA. Realce também para a norueguesa Novo Nordisk após o voto positivo do painel da FDA no medicamento Saxenda para perda de peso desenvolvido pela empresa. No pólo negativo destaque para a Michelin, que continua a espiral decrescente, ao recuar 2,01%. Nota adicional para a Eiffage, que perde 1,94% após revisão em baixa do seu price target (de EUR 50 para EUR 46) por parte de uma casa de investimento internacional. A Iliad corrige parcialmente os ganhos da sessão anterior, ao recuar 1,23%.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11