sicnot

Perfil

Mundo

Continuam combates no sul do Iémen apesar do fim da campanha aérea liderada por sauditas

Os combates entre fações rivais iemenitas prosseguiam hoje em várias cidades do sul do Iémen, apesar do anúncio do fim da campanha aérea da coligação internacional liderada pelos sauditas, segundo relatos de moradores.

© Mohamed Al-Sayaghi / Reuters

Confrontos foram registados nomeadamente em Áden, segunda cidade do Iémen, Taëz, Dhaleh e Houta, de acordo com habitantes, informa a agência AFP.

A coligação internacional liderada pela Arábia Saudita declarou, esta terça-feira, o fim da sua campanha militar no Iémen, um mês após o início dos ataques aéreos, e o início de uma "nova fase" da intervenção, segundo a televisão oficial saudita. 

Ao justificar a decisão, os responsáveis da coligação asseguraram que foi "eliminada a ameaça" que existia sobre a Arábia Saudita e seus vizinhos, numa referência ao rebeldes xiitas "huthis' do Iémen, o principal alvo da intervenção militar. 

A coligação "terminou a operação Tempestade Decisiva na sequência de um pedido do governo iemenita do Presidente Abd Rabbo Mansur Hadi", segundo referiu em conferência de imprensa na capital saudita o seu porta-voz, general Ahmed al-Assiri.


Lusa
  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14