sicnot

Perfil

Mundo

Chuvas de 2015 já mataram 178 pessoas em Angola

As chuvas do primeiro trimestre deste ano, em Angola, já provocaram 178 mortos e só na última noite deixaram mais de 100 famílias ao relento no Libolo, província do Cuanza Sul. 

© Finbarr O'Reilly / Reuters

Segundo o administrador municipal do Libolo, José Maria Silvestre, as chuvas provocaram a destruição total e parcial de 55 casas naquela localidade, estando os seus ocupantes ao relento.

O responsável, citado hoje pela rádio pública angolana, referiu ainda que alguns dos sinistrados foram acolhidos por familiares e outros continuam a aguardar apoio do governo da província.

Ainda na província do Cuanza Sul, nos arredores da cidade do Sumbe, 88 casas desabaram e uma ponte ficou destruída na sequência das fortes chuvas que caíram sobre aquela região nas últimas 48 horas. 

Segundo o porta-voz do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, Faustino Sebastião, está a ser realizado um levantamento da situação, para posterior apoio às famílias.

Na província angolana do Uíge, norte de Angola, 119 famílias ficaram desalojadas em dois municípios, na sequência das fortes chuvas que caíram sobre aquela região nas últimas horas, informou hoje o responsável local do serviço de proteção civil e bombeiros.

Igildo Fernando disse que 20 casas ficaram destruídas nos municípios de Ambuíla e de Bembe, estando as famílias abrigadas em casa de familiares e em escolas.

Segundo dados do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros, referentes ao período entre 1 de janeiro a 26 de março, as chuvas já causaram em todo o país a morte de 178 pessoas, o ferimento de 203 outras e o desaparecimento de 18 outras, afetando globalmente 48.274 pessoas.

Nos três primeiros meses do ano, as chuvas provocaram ainda a destruição total de 1.725 residências e parcial a outras 2.330, além de inundações em 4.170 casas. 

Na capital angolana, Luanda, fortes enxurradas causaram nove mortos por descargas elétricas, afogamentos e desabamento de paredes, a destruição total de 275 residências e parcial de 78, tendo 8.279 casas, 22 escolas e dez postos da polícia ficado inundados.

A época das chuvas em Angola compreende o período entre 15 de agosto e 15 de maio, sendo o mês de abril o que regista o maior volume de precipitação.

Lusa
  • Sismo abala centro de Itália

    Mundo

    A capital da Itália foi esta manhã sacudida por três sismos em apenas uma hora, de entre 5,3 e 5,7 na escala de Richter, não havendo até ao momento registo de vítimas.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.

  • Bebé nasce na Ucrânia com ADN de três pais

    Mundo

    Nasceu a 5 de janeiro, na Ucrânia, uma menina filha de um casal infértil graças à ajuda de uma nova técnica de fertilização in vitro, que conta com a colaboração de uma terceira pessoa. De acordo com o britânico The Times, os médicos utilizaram pela primeira vez um método denominado transferência pronuclear. Esta não é, contudo, a primeira vez que nasce um bebé com ADN de três progenitores.

  • CIA desvenda segredos de quase 50 anos de História

    Mundo

    A CIA publicou online quase 12 milhões de documentos confidenciais. Basta uma ligação à Internet para navegar por entre 50 anos de relatórios outrora secretos. Entre os milhões de páginas, estão documentos sobre um eventual assassínio de Fidel Castro, detalhes sobre os crimes de guerra nazis, relatórios sobre avistamentos de OVNI e um estudo sobre telepatia denominado "Projeto Star Gate".