sicnot

Perfil

Mundo

Burundi corta acesso às redes sociais através de telemóveis após protestos

As autoridades do Burundi cortaram o acesso às redes sociais a partir de telemóveis quando ocorrem no país violentos protestos contra a pretensão do presidente, Pierre Nkurunziza, de prolongar o seu mandato, constatou a agência noticiosa espanhola EFE. 

© Thomas Mukoya / Reuters

Nas ruas de Bujumbura, a capital, os cidadãos não conseguem aceder hoje a qualquer rede social, após as operadoras de telecomunicações terem restringido o acesso à Internet na sequência de ordens das autoridades do Burundi.

As pessoas que dispõem de uma ligação sem fios em casa podem aceder à Internet sem restrições, segundo a EFE. 

Desde domingo que se registam confrontos entre manifestantes e a polícia, que já causaram cinco mortos, três dos quais por disparos de agentes policiais e dois alegadamente às mãos das milícias jovens do partido no poder o Conselho Nacional para a Defesa da Democracia (CNDD-FDD).

O chefe do Estado Maior e o diretor-geral da Polícia alegam que o número de mortos é de apenas dois, adiantando que 37 agentes ficaram feridos nos protestos e que cerca de 200 manifestantes que transportavam granadas e facas foram detidos.

A onda de protestos iniciou-se com o anúncio de que Nkurunziza se candidatará a um terceiro mandato nas eleições presidenciais de junho.

Os seus opositores consideram um terceiro mandato inconstitucional e sobretudo contrário aos acordos de Arusha, que abriram caminho ao fim da longa guerra civil no Burundi (1993-2006).

Temendo um regresso da violência em larga escala, a comunidade internacional tem alertado nos últimos meses as autoridades do Burundi para tentarem dissuadir o Presidente de se candidatar a um novo mandato. 


  • Ricardo Salgado constituído arguido no processo EDP

    País

    Ricardo Salgado foi constituído arguido no processo EDP. Uma notícia confirmada pela defesa do antigo banqueiro. A defesa de Ricardo Salgado diz ser falsa e despropositada a tese do Ministério Público e nega que o banqueiro tenha participado num suposto ato de corrupção em benefício do GES e da EDP.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Passageiros do voo da Southwest Airlines usaram as máscaras de oxigénio ao contrário

    Mundo

    Uma pessoa morreu e sete outras ficaram feridas esta terça-feira depois de um avião da Southwest Airlines ter aterrado de emergência no aeroporto de Filadélfia, nos Estados Unidos. Ao longo da semana várias pessoas ligadas à aviação fizeram comentários sobre a forma como os passageiros utilizaram as máscaras de oxigénio, como é o caso de Bobby Laurie, um ex-comissário de bordo.

    SIC

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Cultura

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16