sicnot

Perfil

Mundo

Captura de cargueiro no Golfo é resultado de litígio financeiro antigo

O apresamento pelo Irão, na terça-feira, de um navio ligado à companhia dinamarquesa Maersk resulta de um antigo pedido de indemnização apresentado por uma empresa iraniana, disse hoje a Organização dos Portos e Assuntos Marítimos. 

© Edgar Su / Reuters

A operação foi realizada no golfo, depois de "uma decisão relativa a um pedido da sociedade iraniana Pars Talayieh Oil Product", que exigia uma indemnização financeira à Maersk, disse a organização iraniana em comunicado.  

"Esta queixa foi analisada nos tribunais nos últimos anos e o tribunal competente emitiu este julgamento no final de todos procedimentos jurídicos", e depois de ter ouvido as duas partes, acrescentou.  

A porta-voz do ministério dos Negócios Estrangeiros iraniano, Marzieh Afkham, declarou que a "ação foi realizada no quadro das regras e leis da República Islâmica e em conformidade com as regras internacionais", de acordo com um comunicado enviado à agência noticiosa francesa AFP. 

"Esperamos que após a resolução do contencioso financeiro o navio possa retomar a sua rota", acrescentou. 

A porta-voz afirmou que "os 24 tripulantes estão bem" e que não havia "qualquer restrição aos serviços consulares" relativamente aos membros da tripulação. 

Em outubro de 2012, a Maersk anunciou ter posto fim às atividades a partir e para o Irão, depois da aplicação das sanções ocidentais, nomeadamente um embargo financeiro petrolífero contra o país devido ao programa nuclear controverso. 

A organização dos portos sublinhou que este caso é puramente comercial e não está relacionado com questões políticas. 

O "Maersk Tigris", um cargueiro com pavilhão das Ilhas Marshall, foi intercetado pelas forças dos Guardas da Revolução, força de elite do regime iraniano na zona do estreito de Ormuz. 

O navio vinha de Jeddah (Arábia Saudita) e dirigia-se para Jebel Ali, no Dubai, de acordo com o site Marinetraffic.com. 

As autoridades iranianas levaram o navio para o porto de Shahid-Bahonar, perto de Bandar Abba, onde foi apresado. 

O navio "está, a partir de agora, sob a guarda da autoridade judiciária e a sua libertação só será possível por decisão judiciária", precisou a organização dos portos iraniana. 

O "Maersk Tigris" é explorado pela sociedade Rickmers, para o gigante do transporte marítimo Maersk. O navio "não pertence à Maersk e a tripulação não é empregada pela Maersk", disse um porta-voz do grupo dinamarquês. 

Quando foi intercetado, o navio encontrava-se numa rota marítima usada por navios comerciais, em águas territoriais iranianas, indicaram responsáveis norte-americanos. De acordo com a lei marítima em vigor, os navios comerciais têm o direito de atravessar as águas iranianas, em aplicação do princípio do "direito de passagem inofensivo". 

Lusa

  • Ricardo Salgado constituído arguido no processo EDP

    País

    Ricardo Salgado foi constituído arguido no processo EDP. Uma notícia confirmada pela defesa do antigo banqueiro. A defesa de Ricardo Salgado diz ser falsa e despropositada a tese do Ministério Público e nega que o banqueiro tenha participado num suposto ato de corrupção em benefício do GES e da EDP.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Passageiros do voo da Southwest Airlines usaram as máscaras de oxigénio ao contrário

    Mundo

    Uma pessoa morreu e sete outras ficaram feridas esta terça-feira depois de um avião da Southwest Airlines ter aterrado de emergência no aeroporto de Filadélfia, nos Estados Unidos. Ao longo da semana várias pessoas ligadas à aviação fizeram comentários sobre a forma como os passageiros utilizaram as máscaras de oxigénio, como é o caso de Bobby Laurie, um ex-comissário de bordo.

    SIC

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Cultura

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16