sicnot

Perfil

Mundo

Tripulação do navio capturado pelo Irão está fora de perigo

O grupo dinamarquês de transportes marítimos A.P. Moeller-Maersk disse hoje que os 24 tripulantes do cargueiro capturado pelo Irão estão fora de perigo e que a detenção terá ocorrido devido a uma disputa pela carga transportada.

© Edgar Su / Reuters

Na terça-feira, a Guarda Revolucionária do Irão intercetou o 'Maersk Tigris', quando este se encontrava a atravessar o Estreito de Ormuz com destino ao Golfo Persa. A bordo estavam 24 tripulantes (na sua maioria europeus de leste e asiáticos) e o navio transportava carga comercial regular, sem relação com armas, garantiu um porta-voz da Rickmers Ship Management.

O navio cargueiro, com bandeira das Ilhas Marshall, era operado pela Rickmers Ship Management, com sede em Singapura e em Hamburgo, e estava a transportar carga pela Maersk Line, a unidade de expedição do grupo dinamarquês que fretou o navio.

"Estamos em contacto permanente com a Rickmers Ship Management e satisfeitos por saber que a tripulação está a salvo e, apesar das circunstâncias, de bom humor", disse o grupo dinamarquês, em comunicado.

O diretor administrativo dos Portos Iranianos Mohanmmad Saidinejad disse à agência noticiosa oficial do Irão, IRNA, que o confisco foi ordenado depois de uma empresa privada ter apresentado uma queixa contra a Maersk por dívidas por saldar.

Por sua vez, a Maersk justificou a captura com uma disputa pela carga do navio, "alegadamente por resolver", afirmando no entanto não ter recebido "qualquer notificação escrita ou similar referente à reivindicação ou à captura do navio".

Por isso, a companhia disse não ser capaz de confirmar se esta "é ou não a verdadeira razão por detrás da apreensão", mas que vai prosseguir com "os esforços para obter mais informações".

A embaixada iraniana em Copenhaga justificou a disputa com uma dívida com 10 anos e que não havia motivos políticos ou questões de segurança por trás do confisco.

Segundo a mesma embaixada, citada pela agência Ritzau, a embaixada dinamarquesa em Teerão foi informada sobre o caso ao longo dos anos e alertada de que seria permitido ao navio prosseguir viagem assim que a Maersk saldasse a dívida.

Um porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros dinamarquês disse à agência noticiosa AFP que "está a acompanhar de perto a situação" e que permanece "em diálogo" com a Maersk.

A captura do navio acontece numa altura em que as tensões no Golfo se intensificam, devido ao conflito no Iémen e às conversações de alto nível entre Washington e Teerão sobre o programa nuclear do Irão.



Lusa
  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.

  • O momento em que Trump quis ser um camionista

    Mundo

    O Presidente norte-americano Donald Trump reuniu-se esta quinta-feira com representantes da indústria de camionagem. Não é apenas do encontro que lhe falamos, mas principalmente da invulgar receção feita por Trump, que entrou para um camião, fingiu que o conduzia e buzinou... em pleno jardim da Casa Branca.

  • FBI investiga possível campanha de espiões russos contra Hillary
    0:57

    Mundo

    A suspeita de ligação entre a equipa de Donald Trump e operacionais russos está a aumentar. A CNN diz que a equipa do Presidente do Estados Unidos da América se coordenou com os russos para atingir Hillary Clinton. O FBI está a investigar registos telefónicos, de viagens, relatórios e transações para offshores.

  • Mais de 20 milhões estão a morrer à fome em África

    Mundo

    África enfrenta a maior crise desde 1945, com mais de 20 milhões de pessoas a morrer de fome em três países, Sudão do Sul, Somália e Nigéria, disse esta quinta-feira um responsável do Programa Alimentar Mundial das Nações Unidas.

  • Jovem violada em direto no Facebook não se sente em segurança

    Mundo

    A jovem de 15 anos que foi abusada sexualmente por cinco ou seis homens durante um vídeo em direto para o Facebook está a receber tratamento. A mãe da jovem deu uma entrevista, na qual disse que a filha já não se sente em segurança na sua vizinhança, depois de receber ameaças na internet.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27

    Mundo

    Estella Westrick tem apenas três anos, mas já conseguiu chegar aos jornais de todo o mundo, depois de "roubar" o chapéu do Papa. Durante uma visita da família na quarta-feira ao Vaticano, a criança - que não parece estar muito contente no vídeo - foi pegada ao colo por um dos funcionários do Vaticano, que a levou depois até ao Papa. Nesta altura, Estella aproveitou para tirar o solidéu episcopal, arrancando gargalhadas de toda a gente, especialmente do Papa Francisco.

  • O edifício mais longo do mundo

    Mundo

    Se pensa que já viu tudo em relação aos edifícios mais longos e complexos do mundo, pense duas vezes. O edifício mais longo do mundo pode estar prestes a chegar e promete fazer de Nova Iorque uma cidade ainda mais atrativa.