sicnot

Perfil

Mundo

Parlamento grego aprova readmissão de funcionários públicos

O parlamento grego aprovou hoje um projeto de lei que visa "corrigir as injustiças" na função pública e prevê a reintegração de cerca de quatro mil funcionários despedidos devido às políticas de austeridade dos últimos anos.

© Kostas Tsironis / Reuters

O projeto de lei, intitulado "Democratização da Administração, luta contra a burocracia e correção das injustiças", foi aprovado com 157 votos dos deputados dos partidos que apoiam o governo, de um total de 254 presentes. 

"O projeto de lei está longe das lógicas neoliberais (...) é um primeiro sinal de mudança que tem um caráter social", afirmou o ministro da Reforma Administrativa, Georges Katrougalos.

A legislação prevê a readmissão dos polícias municipais, guardas de escolas, trabalhadores das autarquias e professores do ensino técnico, que tinham sido brutalmente colocados à margem e depois despedidos, sem que tivesse ocorrido o prometido processo de avaliação.  

No total, o governo prevê readmitir entre 11 mil e 15 mil funcionários em 2015.

Os partidos da oposição votaram contra e o antigo ministro conservador da Função Pública, Kyriakos Mitsotakis, acusou o governo de querer aumentar o número de funcionários. 

Lembrou que entre 2009, ano do início da crise da dívida na Grécia, e o final de 2014, o número de funcionários públicos passou de 920 mil para 640 mil e que em 2009 o Estado pagava 24 mil milhões de euros de salários, verba que baixou em 2014 para 15,7 mil milhões. 

Esta lei cumpre uma promessa do governo de Alexis Tsipras, no poder desde 25 de janeiro, que se comprometeu a virar a página da austeridade, acusada de estar na origem da explosão da taxa de desemprego, que se encontra nos 26%, e da profunda recessão que o país atravessa desde há seis anos. 







Lusa
  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55
  • BCE autoriza CGD a avançar com recapitalização

    Caso CGD

    A Caixa Geral de Depósitos informou esta sexta-feira que vai prosseguir com as operações da primeira fase do aumento de capital, depois de ter obtido autorização para isso junto do Banco Central Europeu (BCE) e do Banco de Portugal.

  • Condutores apanhados a mais de 200 em corridas ilegais na Ponte Vasco da Gama
    1:25
  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Reino Unido em alerta máximo de terrorismo

    Mundo

    O Reino Unido elevou o alerta de terrorismo para o nível máximo depois das declarações, esta quinta-feira, do chefe das secretas britânicas. O diretor do MI6 está preocupado com eventuais ataques contra o Reino Unido e outros aliados.

  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10
  • O anúncio de natal que está a emocionar o mundo
    1:47