sicnot

Perfil

Mundo

Número de deslocados no mundo bate recorde

A violência e conflitos, sobretudo na Síria e na Ucrânia, levaram 38 milhões de pessoas a abandonar as suas casas e deslocar-se no próprio país, indica um relatório hoje publicado por uma organização norueguesa. 

Pelo menos 38 milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas, em 2014.

Pelo menos 38 milhões de pessoas foram obrigadas a abandonar as suas casas, em 2014.

© Rogan Ward / Reuters

De acordo com o estudo da organização não-governamental Observatório das Situações de Deslocação Interna (IDMC, sigla em inglês), este é um número recorde, equivalente às populações totais de Nova Iorque, Londres e Pequim. 

38 milhões de deslocados significa que foram cerca de 30 mil por dia, em 2014.

"Estes são os piores números de deslocações forçadas numa geração, mostrando o nosso completo fracasso na proteção de civis inocentes", declarou Jan Egeland, secretário-geral do Conselho para os Refugiados Norueguês (NRC), do qual depende o IDMC. 

De acordo com o IDMC, atualmente o número de IDP é mais do dobro do número de refugiados em todo o mundo. O relatório não indica um número exato de refugiados. 

As estatísticas das Nações Unidas referem a existência de cerca de 16,7 milhões de refugiados em todo o mundo, no final de 2013. 

No ano passado, o número de pessoas deslocadas internamente aumentou 14% relativamente ao ano anterior, à crise de Darfur (Sudão) em 2004, à violência no Iraque em meados da década de 2000, ou depois das revoltas da chamada "primavera árabe" em 2011, indica o IDMC. 

"Este relatório devia ser um tremendo grito de alerta", disse Egeland. "Temos de acabar com estas situações em que milhões de homens, mulheres e crianças são apanhados em zonas de conflito, em todo o mundo", acrescentou.

No ano passado, 60% dos novos deslocados internos foram registados em cinco países: Iraque, Sudão do Sul, Síria, República Democrática do Congo e Nigéria. 

O Iraque é o mais atingido, com 2,2 milhões de pessoas forçadas a fugir de zonas do país conquistadas pelo grupo extremista Estado Islâmico (EI). 

Os 'jihadistas' do EI também são os responsáveis por milhares de deslocados na Síria, já devastada pela guerra civil. 

Perto de um milhão de pessoas deslocou-se na Síria no ano passado, o que eleva o número total de deslocados internos no país para 7,6 milhões, ou 40% da população. 

A Ucrânia surge pela primeira vez no relatório do IDMC, com 646.500 pessoas deslocadas internamente em 2014, com a guerra entre os separatistas pró-russos e as forças de Kiev. 

Com Lusa

  • SIC Europa

    É dramática a situação de centenas de refugiados que procuram todas as semanas chegar à Europa. Esta semana, em Bruxelas, os chefes de Estado e de governo e os líderes europeus decidiram triplicar o orçamento das missões de patrulha e salvamento no Mediterrâneo.

  • UE triplica orçamento para missões no Mediterrâneo
    4:53

    Os Europeus

    É dramática a situação de centenas de refugiados que procuram todas as semanas chegar à Europa. Esta semana, em Bruxelas, os chefes de Estado e de governo e os líderes europeus decidiram triplicar o orçamento das missões de patrulha e salvamento no Mediterrâneo.

  • Os melhores do mundo pela FIFA da última década

    Desporto

    O português Cristiano Ronaldo e o argentino Lionel Messi têm repartido de forma igual os prémios de melhor jogador do mundo pela FIFA, na última década. Apesar destes dois nomes serem os mais falados, muitos outros jogadores foram nomeados para o prémio. Conheça a lista dos nomeados e dos vencedores desde 2007.

  • "Avançámos em primeiro lugar com incentivos às empresas"
    18:07

    Economia

    O ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, esteve na Edição da Noite da SIC Notícias para falar do que pode ser feito depois da tragédia dos incêndios que assolou o país na última semana. O governante diz que já avançou com incentivos às empresas afetadas e que neste momento o mais importante é preservar a segurança das pessoas.

    Entrevista SIC Notícias

  • Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado debates com as bases do PSD
    0:40

    País

    Pedro Santana Lopes lamenta que Rui Rio tenha recusado a realização de debates com as bases do partido. Fernando Negrão, responsável pela candidatura de Santana Lopes à presidência do PSD, já tinha advertido em comunicado que a posição de Rui Rio poderia também inviabilizar quaisquer outros frente a frente, incluindo os organizados pela comunicação social. Santana Lopes está na Guarda, no primeiro jantar com apoiantes desde que anunciou a candidatura.

  • Tudo o que precisa saber sobre a moção de censura

    País

    O Governo minoritário do PS enfrenta na terça-feira a sua primeira moção de censura, a 29.ª em 43 anos de democracia, mas PCP, BE e PEV já anunciaram que vai "chumbar" a iniciativa do CDS-PP. Esta é a sétima moção de censura apresentada pelo CDS-PP e a 29.ª a ser discutida na Assembleia da República. Os três partidos de esquerda que têm apoiado o executivo, PCP, BE e PEV, já anunciaram que votam contra. Com os votos do PS, a moção é chumbada.

  • Gémeas correm risco de vida se não saírem de Gaza

    Mundo

    Duas irmãs gémeas siamesas correm risco de vida enquanto permanecerem em Gaza. Quem diz é o médico Alam Abu Hamba, do Hospital de Shifra, que garante que "situação complicada" das meninas não pode ser tratada por médicos no território costeiro, atulamente bloqueado pelo Egito e por Israel. Abu Hamba espera que o casal de gémeas possa ser transferido para fora da separação.

  • Encontrado corpo de menina posta de castigo na rua pelo pai

    Mundo

    Sherin Mathews estava desaparecida desde o dia 7 de outubro. Este domingo a polícia do estado norte-americano do Texas encontrou o corpo de uma criança que acreditam ser a menina de três anos, desaparecida depois de o pai a colocar de castigo na rua, durante a madrugada.

    SIC