sicnot

Perfil

Mundo

Legislativas hoje no Reino Unido, sondagens apontam para empate

As eleições legislativas britânicas de hoje deverão resultar num impasse não só na formação do governo, mas também na gestão do Reino Unido devido à dificuldade em formar uma maioria parlamentar absoluta. 

© Peter Nicholls / Reuters

A generalidade das sondagens mais recentes apontam para um empate ou um número muito próximo de deputados entre os dois principais partidos, o Conservador e o Trabalhista. 

Os "Tories" (conservadores) de David Cameron terão prioridade na formação de governo, mas mesmo renovar a coligação com os Liberais Democratas e aliar-se ao Partido Democrático Unionista (DUP) da Irlanda do Norte deverá ser insuficiente. 

À esquerda, o líder trabalhista Ed Miliband limitou as suas opções ao afastar completamente a hipótese de uma coligação ou acordo parlamentar com o Partido Nacionalista Escocês (SNP), que se espera ser a terceira força política mais votada.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, centrou a campanha para a reeleição no objetivo de "terminar o trabalho" de recuperar a economia, prometendo não aumentar impostos e investir no serviço de nacional de saúde. 

A prioridade do "Labour" (trabalhistas), garante Ed Miliband, é melhorar as condições de vida e de trabalho dos britânicos, propondo aumentar impostos aos mais ricos e impor regras sobre as rendas das habitações e os preços da energia.

Ambos os partidos têm medidas para refrear o fluxo de imigração, como bloquear o acesso à segurança social, mas a posição mais drástica é do eurocético partido para a Independência do Reino Unido (UKIP). 

O partido de Nigel Farage deseja a saída da União Europeia, o que limitaria o direito de circulação dos europeus no espaço britânico, mas o seu poder de influência será limitado - as sondagens apontam para apenas um ou dois deputados eleitos. 

Também os Liberais Democratas, impopulares devido à coligação com os Conservadores no atual governo, deverão perder o estatuto de fiel da balança pois as sondagens apontam para que o partido perda metade do número de deputados. 

A chave do poder ficará, assim, nas mãos do SNP, mas a aspiração à independência da Escócia e a política pelo fim do armamento nuclear tornam o partido indesejável como parceiro no governo. 

A votação decorrerá durante 15 horas, entre as 07:00 e as 22:00 (mesma hora em Lisboa), em 650 circunscrições eleitorais, com cada circunscrição a eleger um deputado à Câmara dos Comuns.


Lusa
  • Novo dia de protestos contra expropriações na ilha do Farol
    2:30

    País

    A sociedade Polis Ria Formosa concluiu a tomada de posse das construções identificadas como ilegais na ilha do Farol, na Ria Formosa, em Faro. No segundo dia da operação, sob fortes protestos da população, os técnicos da Polis, escoltados pela Polícia Marítima, expropriaram hoje mais 18 construções.

  • Cunhado do Rei de Espanha em liberdade sem caução

    Mundo

    Inaki Urdangarin vai mesmo aguardar o desenrolar do recurso em liberdade na Suíça, onde o marido da Infanta Cristina tem residência oficial e onde terá de se apresentar às autoridades uma vez por mês, para além de estar obrigado a comunicar qualquer deslocação fora da Europa. De fora fica ainda o pagamento da caução de 200 mil euros pedida pelo Ministério Público espanhol.

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • "Isto é uma mentira e tem carimbo de Estado"
    2:12

    Opinião

    O preço das botijas de gás em Portugal duplicou nos últimos 15 anos. José Gomes Ferreira esteve no Jornal da Noite, da SIC, onde explicou este aumento, lembrando que a classe política prometeu que se houvesse mais empresas a operar no mercado, os preços desciam. Contudo, José Gomes Ferreira diz que "isto é uma mentira e tem carimbo de Estado". O Diretor-Adjunto de Informação SIC explicou que como o mercado é livre, os operadores vendem aos preços mais altos que podem, deste modo os preços não variam muito entre uns e outros.

    José Gomes Ferreira