sicnot

Perfil

Mundo

Projeções dão vantagem aos Conservadores no Reino Unido

Os Conservadores, liderados pelo primeiro-ministro David Cameron, deverão ser o partido mais votado nas eleições legislativas desta quinta-feira no Reino Unido, segundo as projeções avançadas pelas estações de televisão BBC e Sky News.

A projeção das duas estações de televisão britânicas permite antecipar a reedição da coligação de governo, com os parceiros Liberais Democratas, de Nick Clegg, que deverá eleger 10 deputados, a garantir os lugares que faltam para uma maioria na Câmara dos Comuns.

A projeção das duas estações de televisão britânicas permite antecipar a reedição da coligação de governo, com os parceiros Liberais Democratas, de Nick Clegg, que deverá eleger 10 deputados, a garantir os lugares que faltam para uma maioria na Câmara dos Comuns.

© Kevin Coombs / Reuters

A sondagem, divulgada pelas estações de televisão BBC e Sky News, atribui 316 lugares aos Conservadores e 239 aos Trabalhistas, enquanto em terceiro lugar vem o Partido Nacionalista Escocês (SNP), com 58 eleitos. 

Os Liberais Democratas elegem 10 deputados e o eurocético Partido para a Independência do Reino Unido (UKIP), liderado por Nigel Farage, obtém dois lugares.  

A confirmarem-se estes resultados, os "Tories" (conservadores) ficam a apenas 10 lugares da maioria absoluta, permitindo ao primeiro-ministro David Cameron exercer um segundo mandato no número 10 de Downing Street, residência oficial do chefe de governo.

A projeção das duas estações de televisão britânicas permite antecipar a reedição da coligação de governo, com os parceiros Liberais Democratas, de Nick Clegg, que deverá eleger 10 deputados, a garantir os lugares que faltam para uma maioria na Câmara dos Comuns.

A sondagem mostra o SNP a protagonizar uma "vitória histórica", passando dos anteriores seis lugares para 58.

O eurocético UKIP, que baseou a sua campanha eleitoral em duas premissas: saída da União Europeia e contra a imigração, elege apenas dois deputados.
 
Mais de 45 milhões de britânicos estavam inscritos para escolher uma nova Câmara dos Comuns, com a generalidade das sondagens mais recentes aponta para um empate ou um número muito próximo de deputados entre os dois principais partidos: o Conservador e o Trabalhista.

As urnas abriram às 7:00 e encerraram às 22:00 (mesma hora em Lisboa) em 650 circunscrições eleitorais, com cada uma a eleger um deputado.
  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John McCain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06