sicnot

Perfil

Mundo

Imprensa britânica saúda vitória anunciada de Cameron

David Cameron vai mesmo continuar como primeiro-ministro do Reino Unido por mais cinco anos, resta saber se com ou sem maioria absoluta. Os Conservadores conquistam o maior número de deputados, 304, seguidos dos trabalhistas com 223, de acordo com os resultados parciais. O Partido Nacional da Escócia é a grande surpresa da noite tendo conquistado 56 lugares. A imprensa britânica saudou hoje a vitória anunciada de Cameron.

STRINGER/ EPA

"Agora dá-nos voto sobre a UE" é o título do Daily Express, em referência à promessa de David Cameron de organizar, no caso de ser reeleito, um referendo sobre a manutenção ou saída do Reino Unido na União Europeia até 2017. 


"Cameron vai ficar no poder, segundo a sondagem à saída das urnas", escreve o diário conservador The Daily Telegraph, sob uma foto do primeiro-ministro sorridente.


A mesma abordagem foi seguida pelo Daily Mail e pelo Times, com o primeiro a congratular-se com "o regresso ao nº10 [de Downing Street]" de Cameron, e o segundo a apresentar o título: "Os conservadores  lideram", com uma foto do primeiro-ministro e mulher, à saída da assembleia de voto. 


O The Sun, jornal mais lido no Reino Unido, escolheu uma foto do casal Cameron à saída das urnas, sob o título "Swinging the Blues", num jogo de palavras sobre a cor azul dos conservadores e ao feito de os conservadores terem finalmente conduzido a dança desta eleição. 


O tabloide não poupou esforços no apoio a Cameron com outro trocadilho no título "Keep Cam (abreviatura de Cameron) and carry on", em referência à máxima britânica "Keep Calm and Carry On" (mantém a calma e continua).


Originalmente impressa num cartaz do governo britânico em 1939, esta mensagem foi redescoberta em 2000 e tem sido reproduzida em vários objetos, desde t-shirts a canecas e imãs. 


A primeira página do Daily Mirror, jornal conotado com a esquerda, optou pelo título: "Eleições gerais 2015. Condenados novamente... Mais cinco anos de maldição". 


O The Guardian, igualmente de esquerda, escreveu: "Sondagem calamitosa para os Trabalhistas". A mesma linha foi seguida pelo The Independent que evocou também o "caos" informático que poderá ter impedido "centenas" de eleitores de votarem. 


O Financial Times, por sua vez, focou-se na forte volatilidade do mercado da dívida na zona euro.


Com Lusa
  • Projeções dão vitória ao Partido Conservador mas sem maioria
    6:10

    Mundo

    As projeções das eleições no Reino Unido que são conhecidas são diferentes daquilo que as sondagens previam. Os Conservadores conseguem 316 mandatos contra 239 do Partido Trabalhista, já o Partido Nacional Escocês conta com 58 mandatos, os Liberais com 10 e UKIP com 2. Sendo assim, o Partido Conservador vence, mas sem maioria absoluta.

  • As propostas dos quatro principais partidos do Reino Unido
    1:56

    Mundo

    Os britânicos escolhem uma série de políticas e prioridades para o futuro do Reino Unido, nas eleições. Mas, em que divergem os partidos que têm hipótese de vir a formar Governo? Estas são as principais propostas dos quatro principais partidos destas eleições.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.