sicnot

Perfil

Mundo

Pelo menos quatro mortos no acidente aéreo em Sevilha

Um avião militar com seis pessoas a bordo caiu esta tarde no sul de Espanha, perto do aeroporto de Sevilha. Pelo menos quatro pessoas morreram, duas estão feridas, uma com gravidade. De acordo com o El Pais, o aparelho ainda reportou problemas à torre de controlo pouco antes de se despenhar contra uma torre de alta voltagem, perto da fábrica da Airbus em Espanha. Este balanço oficial contraria, assim, a primeira informação adiantada pelo chefe do governo espanhol.

SIC

Mariano Rajoy recebeu a notícia durante um comício que foi de imediato interrompido, a informação que tinha é que haveria 8 a 10 vitimas mortais.

 

O acidente aconteceu a norte do aeroporto de Sevilha, que foi entretanto interdito e o tráfego aéreo desviado para Málaga e Jerez.

 

É o primeiro acidente fatal com um Airbus 400 M, o mais novo transporte de tropas e carga pesada da Europa que é desenvolvido precisamente em Sevilha para seis membros da NATO, num contrato de mais de 20 mil milhões de euros.

  • Moção de censura "dá voz à indignação de muitos portugueses"
    1:13

    País

    O CDS entregou, no gabinete do presidente da Assembleia da República, a moção de censura ao Governo. O deputado Nuno Magalhães diz que o documento é a voz de todos os portugueses que ficaram indignados com a falência dos serviços do Estado nos incêndios e acrescenta ainda que cabe agora aos partidos da esquerda avaliarem se houve falhas e se foram graves o suficiente para censurarem o Governo.

  • "Miúdos de 5 e 6 anos a perguntar: a minha casa ardeu, o meu pai está queimado?"
    4:55
  • Presidente visita zonas afetadas pelos fogos
    2:00

    País

    Numa visita inesperada, o Presidente da República esteve esta manhã em Vouzela, um dos concelhos mais atingidos pelos incêndios. Marcelo Rebelo de Sousa vai estar nos próximos dias no distrito de Viseu.

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.