sicnot

Perfil

Mundo

Alemanha disponibiliza 100 milhões de euros para setor energético na América Central

A Alemanha vai disponibilizar uma nova linha de financiamento de 100 milhões de euros para projetos de energia geotérmica na América Central, informou, este sábado, o portal El 19.

Arquivo

Arquivo

Reuters

O Presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, manteve um encontro com o diretor da Divisão Regional da América Central, México e Caribe do Ministério da Cooperação e Económica e Desenvolvimento da Alemanha, Klaus Krämer.

Após o encontro, o embaixador alemão em Manágua, Karl-Otto König, explicou que há um acordo quadro com o Sistema de Integração Centro-americana (SICA), mas implementado com cada Estado, e que a cooperação ascende a 250 milhões de dólares (223 milhões de euros), de acordo com o diário digital governamental.

"Por exemplo, decidimos abrir uma nova linha de financiamento de mais de 100 milhões de euros para utilizar a energia geotérmica. É um programa em que a Nicarágua também pode participar", disse o diplomata, citado pelo portal El 19, assinalando que ser preciso acrescentar projetos em matéria de segurança.

König, que esteve presente na reunião, disse ter havido "um intercâmbio interessante e sincero" e que existem "boas perspetivas" no plano do reforço da cooperação.

O Banco Alemão de Desenvolvimento (KfW) concedeu, na passada quinta-feira, à Nicarágua um empréstimo de 6 milhões de euros para financiar um projeto de tratamento de águas residuais na capital.

Lusa

  • Cinco anos depois do incêndio na Serra do Caldeirão
    5:24
  • Destaques económicos que marcaram a semana
    2:03

    Economia

    A semana ficou marcada pela tragédia provocada pelos incêndios no centro do país. No entanto importa olhar para o que se passou noutras áreas e fazer um resumo das notícias relacionadas com a economia. 

  • Martin Schulz ataca Merkel a três meses das legislativas

    Mundo

    O social-democrata alemão Martin Schulz passou este domingo à ofensiva, a três meses das eleições legislativas, ao acusar Angela Merkel de "arrogância" e de sabotar a "democracia", quando as sondagens apontam para uma larga vantagem da chanceler da Alemanha.

  • Martha, a cadela mais feia do mundo
    0:42

    Mundo

    A cadela Martha, de raça mastim napolitano ficou em primeiro lugar na edição anual do concurso que elege os cães mais feios do mundo. A cadela tem três anos, pesa 57 quilos e foi resgatada pela dona quando estava praticamente cega. Acabou por recuperar a visão depois de várias operações. Martha e a dona receberam um prémio de 1.500 dólares e uma viagem a Nova Iorque para marcarem presença em programas de televisão.