sicnot

Perfil

Mundo

Veículos sem condutor da Google envolvidos em 11 acidentes em seis anos de testes

Os veículos sem condutor humano da Google estiveram envolvidos em 11 acidentes em seis anos de testes na Califórnia, garantiu a empresa norte-americana que sublinha os dados como uma prova de "segurança" dos seus carros.

Veículo sem condutor da Google

Veículo sem condutor da Google

© Stephen Lam / Reuters

"Se estiveres muito tempo na estrada acontecem acidentes, tanto num veículo convencional como naqueles que são 'conduzidos' automaticamente. Em seis anos de testes, tivemos 11 acidentes menores em mais de 2,7 milhões de quilómetros percorridos", disse na segunda-feira Chris Urmson, diretor do programa da Google.

Chris Urmson vincou o facto dos acidentes terem sido todos de "menor consequência" e garantiu que todos eles se ficaram a dever a manobras de condutores que seguiam nos seus próprios veículos e não dos carros da Google.

"Em nenhum dos casos o acidente foi provocado pelo automóvel sem condutor", disse.

O projeto de carros sem condutor da Google foi iniciado em 2009 e projetado para o longo prazo e desde então cerca de duas dezenas de Lexus RX450h equipados com sensores já percorreram, e guardaram imagens tridimensionais, 2,7 milhões de quilómetros, fundamentalmente em autoestradas e estradas nacionais.

Desde há dois anos que os carros da Google circulam também nas ruas de Mountain View, Califórnia, onde o gigante tecnológico tem a sua sede.

No entanto, para ser homologado e aceite pela indústria, o projeto da Google terá de encontrar um encaixe legal na legislação sobre circulação porque em caso algum os atuais diplomas consagram a possibilidade de veículos circularem sem condutor.


  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07