sicnot

Perfil

Mundo

Ministro da Coreia do Norte executado por deslealdade ao líder Kim Jong-un

De acordo com os serviços secretos da Coreia do Sul, Hyon Yong-Chol foi morto a 30 de abril por fogo antiaéreo. Centenas de funcionários terão assistido à execução. 

Hyon Yong-Chol foi morto a 30 de abril por fogo antiaéreo. Centenas de funcionários terão assistido à execução.

Hyon Yong-Chol foi morto a 30 de abril por fogo antiaéreo. Centenas de funcionários terão assistido à execução.

Jon Chol Jin

Hyon Yong-Chol tinha sido nomeado para o cargo de ministro das Forças Armadas há menos de um ano. 

A agência de notícias sul-coreana relata que terá sido apanhado a dormir em eventos militares formais e terá desrespeitado Kim Jong-un em várias ocasiões. 

A execução com baterias antiaéreas é um método destinado a altos funcionários.
  • Líder norte-coreano visita monte Parktu onde o pai terá nascido

    Mundo

    A televisão estatal da Coreia do Norte divulgou imagens da visita do líder norte-coreano a um vulcão inativo. Kim Jong Un terá visitado o monte Paektu no passado dia 18, acompanhado por vários membros do Governo. Na montanha que faz fronteira com a China, o líder norte-coreano deixou-se fotografar com alguns militares. Para os norte-coreanos o monte Paektu é visto como um local de culto, já que é assumido como o local de nascimento do antigo líder Kim Jong Il, cujo nome está inscrito na montanha. Recordo que Kim Jong Un assumiu o poder em 2011 depois da morte do pai.

  • Dois jovens atropelados mortalmente no concelho de Montemor-o-Velho
    2:20
  • Presidente de "O Sonho" suspeito de peculato e fraude
    2:26

    País

    O presidente das três instituições de solidariedade social de Setúbal - incluindo "O Sonho" -, que na sexta-feira foram alvo de buscas, foi constituído arguido. Florival Cardoso é, por enquanto, o único suspeito de peculato e fraude na obtenção de subsídios para as instituições.

  • Manifestação contra mina de urânio junta milhares em Salamanca
    1:39
  • Assalto a Tancos e roubo de armas da PSP podem estar relacionados
    1:24

    País

    O assalto a Tancos e o roubo de armas da PSP, três recuperadas na semana passada, podem estar relacionados. O semanário Expresso avançou este sábado que há suspeitos de terem participado nos dois assaltos e o grupo, ou parte dele, atua principalmente do Algarve, com possíveis ligações a outras organizações espalhadas pelo país ou até transacionais.

  • Cessar-fogo de 30 dias na Síria
    2:07