sicnot

Perfil

Mundo

Papa encontra-se com Mahmud Abbas e chama-lhe "anjo da paz"

O papa Francisco encontrou-se hoje com o presidente Mahmud Abbas que chamou de "anjo da paz", dias depois de o Vaticano anunciar estar preparado para assinar o seu primeiro acordo com a Palestina.  

© POOL New / Reuters

Mahmud Abbas esteve com o pontífice cerca de 20 minutos numa audiência privada, um dia antes do líder da Igreja Católica canonizar duas freiras da Palestina que tornam as primeiras palestinianas árabes santas.

O Vaticano informou, em comunicado, que Francisco e Mahmud Abbas analisaram o processo de paz com Israel e que o papa expressou a esperança de que negociações diretas entre as duas partes encontrem uma solução justa e definitiva para o conflito.

"Para esta finalidade, foi reiterado o desejo de que, com o apoio da comunidade internacional, israelitas e palestinianos possam avançar com determinação para decisões corajosas para promover a paz", refere.

Os dois líderes também falaram acerca de outros conflitos no Médio Oriente e da necessidade de combater o "terrorismo", acrescenta a informação.

Seguindo a tradição de troca de presentes, o papa deu a Mahmud Abbas uma medalha com a figura do anjo da paz "que destrói o mau espírito da guerra".

"Pensei em si porque é um anjo da paz", disse Francisco a Mahmud Abbas.

Na quarta-feira, o Vaticano anunciou estar a preparar-se para assinar o seu primeiro acordo com a Autoridade Palestiniana, dois anos depois de a ter oficialmente reconhecido como um Estado.

O acordo, que será assinado "num futuro próximo", desagradou a Israel e o seu ministro dos Negócios Estrangeiros transmitiu "desapontamento" com a decisão do Vaticano.







Lusa
  • Rebeldes sírios e Daesh confrontam-se na cidade de Al-Bab
    0:44

    New Articles

    Depois da operação militar da Turquia na cidade síria Al-Bab, os rebeldes sirios retomam os confrontos diretos com militantes do Daesh. Foram hoje reveladas imagens publicadas numa rede social, que mostram a cidade de Al-Bab, um dos principais alvos dos combates entre a Turquia e o aliados ocidentais, o Daesh e alguns dos rebeldes que lutam contra o regime de Bashar Al-Assad.